nota3

Volume de crédito concedido por fintechs cresce 300% ao ano

Por Edilma Rodrigues

A Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) informa que o volume de crédito concedido pelas fintechs cresce a uma taxa de 300% ao ano. Segundo a associação, existem entre 80 e 100 empresas de crédito online no país, que oferecem ao consumidor, em poucas etapas, empréstimos pela internet a taxas de juros menores em comparação com as instituições financeiras tradicionais.

Em nota, a ABCD também disse que a previsão para o mercado das fintechs de crédito em 2019 é de “excepcional crescimento, com forte diversificação dos serviços e produtos oferecidos, mesmo se comparado ao bom desempenho de 2018.”

Esse otimismo, de acordo com a associação, se dá principalmente pelas medidas regulatórias instituídas no ano passado, que fortalecem as fintechs de crédito e tornam sua atuação independente – sem depender de um banco para atuar.

“Desde abril do ano passado, as fintechs de crédito, por meio da resolução 4.656 do Banco Central, foram autorizadas a atuar no mercado com independência. Para que isso fosse possível, a resolução criou duas modalidades de empresas de crédito – Sociedades de Crédito Direto (SDC) e Sociedades de Empréstimo entre Pessoas (SEP). Em outubro, o decreto 9.544 assinado pelo então presidente Michel Temer teve como objetivo facilitar a entrada no país das fintechs com capital estrangeiro. Antes dele, essas empresas tinham que obter autorizações individuais para iniciar suas operações,” explica a nota.

O presidente da ABCD, Rafael Pereira, observa que essas medidas garantem às fintechs de crédito acesso mais fácil a aportes de capital e, consequentemente, maior capacidade de competição no sistema financeiro nacional, que é conhecido por ser concentrado, cenário esse nocivo para consumidores e empresas. Apesar de as duas medidas serem de 2018, só agora, com o início das operações das fintechs pioneiras, o mercado poderá sentir efetivamente seus impactos e benefícios.

O otimismo no mercado de crédito digital para 2019 também se deve ao fato de o Brasil começar a sair de um cenário de recessão, com previsão de aumento do consumo e expectativa positiva para o mercado de crédito.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top