Venture Capital movimenta US$ 344 mi em novembro e Neon é destaque

O Distrito Dataminer mapeou 19 investimentos de Venture Capital no Brasil, em novembro. O valor movimentado foi cerca de US$ 344 mi no mês, com destaque para os aportes recebidos pela Neon Pagamentos e VTex. “Apesar do número de rodadas ter sido cerca de 40% inferior ao mês de outubro, os valores movimentados representaram quase o dobro do movimentado no mês passado,” explica a empresa em seu site.

Em decorrência dos investimentos recebidos pela Neon e VTex, os setores retailtech e fintech foram os que mais movimentaram recursos no mês, como demonstra a tabela abaixo:

width=773

Neon recebeu investimento de R$ 400 milhões

Uma das primeiras startups do Brasil que se propôs a oferecer serviços bancários totalmente digitais, a Neon Pagamentos, tem se tornado uma das fintechs mais relevantes do Brasil. Legitimando isso, no último mês foi anunciado um aporte de R$ 400 mi na maior rodada de investimento Series B do Brasil. Nesta rodada participaram o Banco Votorantim e General Atlantic, além dos gestores Monashees, Omidyar Network, Propel, Quona e Mabi, que já haviam investido na empresa em rodadas anteriores.

“Para nós do Distrito é muito gratificante acompanhar a trajetória da Neon. Há alguns anos nossa área de Ventures Capital investiu na startup, acreditando em sua ascensão. Hoje, a fintech é uma das mantenedoras de nossos hubs de inovação e cada vez mais se consolida como uma das maiores empresas brasileiras. Acreditamos inclusive que ela pode vir a se tornar um Unicórnio nos próximos anos,” explica a empresa em seu site.

VTex recebeu aporte de US$ 140 mi

Já a Vtex, startup que disponibiliza um software para sites de comércio eletrônico, recebeu em novembro investimento de US$ 140 mi liderado pelo banco japonês SoftBank. O aporte também contou com a participação dos fundos Gávea Investimentos e Constellation. 

De acordo com o cofundador Mariano Gomide de Farina, em entrevista ao Estado de S.Paulo, a VTex visa investir ao menos R$ 35mi em tecnologias que melhorem o serviço de áreas como logística, aprovação de cartão de crédito e atendimento ao cliente. Além disso, aquisições de empresas estratégicas também estão no radar da companhia.

Concentração dos acordos no estágio Seed

Ao analisar os estágios de investimento, o Distrito avalia que é possível perceber que a maior concentração de deals ocorreu no estágio Seed: ao todo foram cinco rodadas que movimentaram em média US$ 700.000.

Para classificar o estágio de investimento, a empresa considera apenas aqueles que foram autodeclarados. “Ainda, trouxemos uma análise da média e da mediana de todas as rodadas de investimento realizadas em 2019. Veja abaixo mais informações sobre quantidades e valores em cada um dos estágios de investimento.”

width=750

Fonte: Distrito.me

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top