Tendências da 114ª NRF para o setor financeiro

por Ana Carolina Lahr

A 114ª NRF (National Retail Federation), a maior e mais tradicional feira de varejo do mundo, que ocorre anualmente em Nova York, aconteceu entre os dias 14 e 16 de janeiro. Um grande volume de especialistas, tomadores de decisão e curiosos – foram 450 palestrantes e mais de 40 mil participantes – se reuniram para compartilhar cases e insights do setor e ditar as principais tendências para o ano.

A Cantarino Brasileiro – que em 2023 esteve na exibição presencialmente –, acompanhou a cobertura do evento na mídia, com o radar ligado nos temas relacionados às novas tecnologias disruptivas no mercado e sua aplicação no ecossistema financeiro.

Selecionamos 4 tópicos mais relevantes para introduzir nas discussões dos nossos eventos. Acompanhe!

Customer Centricity e RH

Durante a 114ª NRF, frisou-se o fato de que as empresas que melhor atendem seus consumidores são também as que cuidam de seus colaboradores. A dica vale para qualquer setor, incluindo o financeiro. 

“Collab” na sustentabilidade

Falou-se também sobre a importância da colaboração entre indústria e varejo para trabalhar a pauta da sustentabilidade do começo ao fim da cadeia produtiva e oferecer produtos com esse viés aos consumidores. 

Nesse contexto, o setor financeiro além de enquadrar a sua jornada de varejo no processo, consegue se envolver na jornada de outros setores, desenvolvendo soluções que estimulem tais iniciativas por meio de linhas de crédito focadas.
Um exemplo está no case do Banco John Deere, vencedor da categoria “Inovação em Crédito”, do 19º Prêmio Banking Transformation.
De olho nas diretrizes relativas ao comprometimento das instituições financeiras com a agenda sustentável, anunciadas pelo Banco Central em 2022, o banco buscou soluções para apoiar os clientes que demonstram um elevado comprometimento socioambiental e incentivar aqueles que buscam se adaptar à proposta. 
Para isso, instituiu três novos processos:
1) Em parceria com a startup Vega, responsável por garantir rastreabilidade, análise de riscos e monitoramento de práticas ambientais, sociais e de governança pelo desenvolvimento do aplicativo Lyra, o banco passou a ter acesso aos dados dos clientes.
2) Disponibilizou aos clientes no aplicativo “Meu Banco”, o serviço “Check-in Rural John Deere”, que não apenas possui um caráter educativo, orientando os clientes sobre as melhores práticas do mercado, mas também se configura como uma oportunidade de aprimoramento desse posicionamento. Ou seja, o cliente que não está alinhado com as práticas sustentáveis recebe orientações personalizadas do aplicativo para que possa corrigir o curso.
3) Criou uma linha de crédito que disponibiliza financiamentos com taxas de juros reduzidas, a  “Preserva Bio John Deere”, em reconhecimento àqueles que adotam as melhores práticas socioambientais.
Veja os detalhes do case:

“Varejo Vitrine”

A discussão sobre o tema da hiper personalização foi uma das principais da edição de 2023 da NRF e voltou a ser discutida na mais recente edição do evento.
Trata-se de uma estratégia essencial para que as ofertas sejam cada vez mais assertivas no sentido de prever e antecipar as necessidades dos clientes. Assim surge o termo “Varejo Vitrine”, que foi usado para se referir às novas oportunidades geradas no varejo ao usar os dados para entender a fundo o comportamento dos clientes e realizar ações específicas no omnichannel.
No ambiente do varejo financeiro, a hiper personalização também já está sendo muito discutida e deve continuar a evoluir com o avanço do open banking, por exemplo.
O tema foi discutido na trilha “Bancos Digitais” 2023, em conversa mediada por Marcelo Frontini, sócio da Synthase VC, e os convidados: Curt Zimmermann, CEO do next; Eduardo Prota, CEO da N26; e Rafael D’Ávila, Chief Revenue Officer da Idwall.

Inteligência artificial

A 114ª NRF trouxe a Inteligência Artificial como grande aliada na oferta de uma jornada mais valiosa, ajudando a fazer curadoria de produtos, otimizando estoque e até mesmo entregando produtos com mais rapidez.

Mas, enquanto no continente norte americano a aplicação traz grandes cases de sucesso – já existem lojas com sensores de IA nas vitrines, que captam o produto que o cliente está olhando para oferecer ofertas customizadas com experiências  multicanais –, alguns especialistas ainda questionam a velocidade de aplicação da tendência no varejo brasileiro, observando que enquanto grandes marcas já implementaram a tecnologia desde o ano passado, médias e pequenas empresas ainda a vêem como algo distante, mesmo havendo diversas alternativas de serviços por um custo acessível, principalmente proporcionadas por startups.
Uma coisa é certa: é preciso trabalhar o conceito da tecnologia como um investimento e não uma despesa. Felizmente, essa já é uma realidade no sistema bancário brasileiro – já contribui com aumento da eficiência operacional, análise de dados, atendimento ao cliente e muito mais. Não por menos, temos grandes cases nesse sentido e vamos continuar falando sobre isso ao longo do ano!
Para avançar na discussão, no entanto, é preciso acompanhar o avanço legislativo da tecnologia, algo que trouxemos à tona na palestra de Patrícia Peck, advogada especialista em direito digital.
Assista à apresentação:

Quer acompanhar participar de discussões sobre essas e outras tendências para o setor financeiro em 2024? Fique de olho na Programação da Cantarino Brasileiro.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Ponto de vista
Por que a geração Z é a que mais frequenta agências bancárias?
Tiago Aguiar, Superintendente Executivo de Produtos, Novos Negócios e Marketing da TecBanRecentemente, tive acesso a...
Ponto de vista
Hiperautomação é diferencial raro quando o desafio envolve IA
Por Leandro Liez, Head de Novos Negócios e Inteligência Artificial na 7COMmA implementação da Inteligência...
Ponto de vista
O mundo está mudando e o Real também
Por Patricio Santelices, CEO da TecBanO Plano Real está caminhando para completar 30 anos e...
Ponto de vista
Revolução no setor financeiro alcança obrigações legais
Por Marcelo França, CEO da CelcoinNos últimos anos, o setor financeiro brasileiro tem passado por...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top