nota4

Telefônica lança assistente virtual no Brasil e em mais cinco países

A Telefônica anunciou a chegada da “Aura”, sua assistente digital com inteligência artificial, acessível por comando de voz. A novidade, que também está sendo disponibilizada em outros cinco países – Reino Unido, Espanha, Alemanha, Chile e Argentina –  foi lançada no domingo, dia 25, durante o Mobile World Congress (MWC), em Barcelona.

A Aura faz parte de um projeto global do Grupo Telefônica que vai alicerçar o novo modelo de relacionamento com clientes, permitindo que eles gerenciem suas experiências digitais com a companhia, com base em um motor de inteligência cognitiva. Desde 2012, a empresa investiu cerca de 56 bilhões de euros em infraestrutura e na integração dos sistemas de TI. 

No Brasil, inicialmente a assistente estará acessível para os clientes do serviço móvel, disponível no aplicativo Meu Vivo Mais, da operadora Vivo, marca do Grupo Telefônica no país, e também em outros canais como o Facebook, Google e Microsoft. Em 2019, será integrada ao Google Assistant e a Cortana, da Microsoft. E até o final deste ano, estará em outros canais de atendimento da empresa.

Apresentada como uma funcionalidade do Meu Vivo Mais, a Aura responde perguntas apenas ouvindo comandos de voz e é capaz de responder de maneira personalizada a questões relacionadas a 12 “temas macro”, como, por exemplo, plano, fatura, informações pessoais e cobrança indevida; e também a perguntas genéricas sobre produtos e serviços da empresa.

“A Vivo vem sendo pioneira na apresentação de inovações na era digital, com avanços no uso de big data em diferentes frentes e com o desenvolvimento de soluções baseadas em inteligência artificial”, observa Christian Gebara, chief operating officer (COO) da operadora.

Para trabalhar a portabilidade de dados dos clientes, a Telefônica atua em parceria com a Deustche Telekom, a KPN e a Orange. O objetivo é agregar valor ao serviço e proteger a privacidade dos clientes. Essa cooperação será estendida para outros agentes com o objetivo de estabelecer um novo ecossistema global de portabilidade de dados, ainda em 2018.

*Com informações do Jornal Valor Econômico

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top