Somos parte da solução no mercado financeiro

por Antônio João Filho, Diretor executivo da Embratel
Os dados gerados nas redes de telecomunicações estão promovendo uma mudança nos Serviços Financeiros Digitais (DFS, da sigla em inglês para Digital Financial Services). E isso acontece em várias frentes, desde o engajamento dos clientes até a ativação de mecanismos antifraudes, passando pela avaliação de crédito. 
Essa tendência tem um impacto diferenciado no Brasil, onde 97% da população possui celular, mas pelo menos 30% não têm conta bancária. Para esse segmento, a infraestrutura de telecomunicações significa o acesso a serviços financeiros não disponíveis nos canais tradicionais.
A lista é mais ampla. De acordo com o relatório Use of telecommunications data for digital financial inclusion, do Financial Inclusion Global Initiative (FIGI), os cientistas de dados descobriram uma relação significativa entre o uso de telefones celulares e a propensão a usar dinheiro móvel.
E as operadoras de telecomunicações têm a base para fazer a correlação entre usuários de dispositivos móveis e o setor financeiro. Simplificadamente, isso acontece por meio do registro detalhado de chamada (CDR), dado que registra a movimentação dos celulares por toda a rede, e que pode ser usado para calibrar o direcionamento da publicidade segmentada.
Com uso de Analytics, os dados são usados no combate a fraudes, pois realizam análises de regularidade temporal e espacial. No sentido oposto, eles podem melhorar o acesso ao crédito, uma vez que os usuários adotam o celular para gerenciar finanças e adquirir produtos e serviços, gerando trilhas digitais.

Na Embratel, essas trilhas são trabalhadas por equipes especializadas, que dominam várias linguagens de programação e que aplicam o Analytics para desenvolver serviços financeiros personalizados. 

Em todas as etapas, a segurança é um aspecto fundamental, inclusive o atendimento à LGPD. O conceito de Security by Design, faz parte das ofertas desde o começo. Dessa forma, fazemos a ponte entre os recursos de telecomunicações e a ampliação dos serviços financeiros. 

Compartilhe

Notícias relacionadas

Ponto de vista
O mundo está mudando e o Real também
Por Patricio Santelices, CEO da TecBanO Plano Real está caminhando para completar 30 anos e...
Ponto de vista
Revolução no setor financeiro alcança obrigações legais
Por Marcelo França, CEO da CelcoinNos últimos anos, o setor financeiro brasileiro tem passado por...
Ponto de vista
Tendências tecnológicas para o setor financeiro em 2024
Wagner Martin, VP de negócios da Veritran no BrasilEm um cenário marcado pelos avanços tecnológicos...
Ponto de vista
Rumo à autonomia financeira: bem-vindos à era do ENDOFINANCE
Na constante busca por inovação e praticidade surge um conceito revolucionário que promete transcender os...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top