Crédito: Sicoob

Sicoob quer ampliar base com mais de 400 caixas eletrônicos

As ATMs também levam em conta o perfil do cooperado que caminha para a omnicanalidade mas ainda precisa de funções físicas
O Sicoob espera que sua rede de caixas eletrônicos cresça 5% até o final do ano com a implementação de mais 400 ATMs. Até o momento, a empresa possui aproximadamente 8 mil máquinas. Ou seja, a companhia passaria a ter 8,4 mil caixas no final de 2024. A expansão da rede de ATMs, no entanto, depende da demanda dos cooperados e da identificação dos locais que precisem de postos de atendimento eletrônico (ATM em pontos estratégicos), como explica Vinícius Gasparino, superintendente da cooperativa financeira, em conversa recente com Mobile Time.

“Em municípios pequenos é comum (ter caixas) dentro de prefeituras. Mas, em 2023, nós tivemos instalações com frequência em centros comerciais nas estradas”, diz. “Outro critério também é identificar onde tem o maior fluxo de pessoas. O pequeno empresário que recebe cheque precisa se sentir seguro. E também colocamos dentro de hospitais, pois temos cooperativas de saúde”, relata.

As instalações de ATMs também levam em conta o perfil do cooperado que caminha para a omnicanalidade mas ainda precisa de funções físicas. Atualmente, 77% das transações financeiras ocorrem por canais digitais, tanto que a companhia fez uma atualização do app para ajudar o consumidor nessa jornada para migrar para o digital com serviços do físico, como assistente inteligente para pagamentos de boletos, cashback e ampliação da camada de segurança.

“Como o Pix e o open finance, a nossa intenção é sempre estar perto da tecnologia de ponta. Entretanto, nós não queremos perder o relacionamento mais próximo com o cooperado, pois temos que entender se o público se adapta na rapidez que é oferecido”, explica.

“Há um número de variáveis grandes (para indicar o canal certo). Temos mapeados local, idade, gênero e formação. A partir disso, definimos o canal de atendimento do cooperado. Por exemplo, em grandes cidades nós direcionamos para canais digitais. Mas, em cidades menores, não vamos avançar sem uma solução física (os ATMs). Devemos buscar alternativas de acordo com o público”, finalizou.

(Fonte: MobileTime)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Desenrola Pequenos Negócios: contratos ultrapassam R$ 2,4 bilhões
Volume financeiro teve crescimento expressivo em junhoO programa Desenrola Pequenos Negócios registrou, até o último...
TOP 6
GOL firma parceria para melhorar pagamentos digitais na América Latina
Companhia aérea se uniu à dLocal para possibilitar transações mais simples com cartões locais na...
TOP 6
75% dos consumidores esperam promoções para concluir compras, revela pesquisa
Estudo do Mercado Livre identifica os hábitos de consumo dos brasileiros Pesquisa recente, conduzida pelo Mercado...
TOP 6
Primeiros usos do Drex serão com tokens de ativos não-físicos, indica pesquisa
Conclusão é de pesquisa feita pela ClearSale com suporte do CPQD com o objetivo de...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top