Crédito: reprodução/internet Sicoob

Sicoob estima liberar R$ 7 bilhões em crédito rural no período de pré-custeio

Instituição financeira cooperativa busca impulsionar o desenvolvimento do setor
O Sicoob passou a oferecer a todos os produtores rurais cooperados a oportunidade de acessar o crédito rural na modalidade de custeio antecipado. Essa oferta possibilita que os produtores planejem com antecedência a aquisição de insumos e recursos necessários para o desenvolvimento de suas atividades agropecuárias, tais como a compra de sementes, fertilizantes, defensivos agrícolas, máquinas, equipamentos, entre outros, seja para encerrar a Safra 23/24 ou para garantir condições mais favoráveis de mercado para a próximo ciclo.
O custeio antecipado oferecido pelo Sicoob é uma oportunidade para os produtores rurais se prepararem para a safra 24/25 e otimizarem suas operações. Com condições personalizadas, taxas diferenciadas e um total de 7 bilhões de reais em recursos disponíveis, os agricultores têm a flexibilidade necessária para garantir a compra antecipada de insumos essenciais, contribuindo assim para maior rentabilidade do negócio. Uma das principais vantagens do custeio antecipado é a capacidade de aproveitar oportunidades de preços mais baixos nos insumos no início do ano, evitando a espera pelo início do Ano-Safra seguinte.
Todas as atividades agropecuárias podem se beneficiar do custeio antecipado. As principais atividades tradicionalmente apoiadas neste modelo de negócio pelo Sicoob são: pecuária (corte e leite), soja, café, algodão, cana-de-açúcar, arroz e milho. Os produtores rurais cooperados podem fazer a solicitação em um dos pontos de atendimento do Sicoob ou pelo o SuperApp Sicoob, que oferece a opção de crédito rural digital.
Além do Custeio Antecipado, o Sicoob também oferece uma ampla gama de recursos do Plano Safra, incluindo linhas específicas para agricultores familiares (Pronaf), médios produtores (Pronamp) e grandes produtores. A instituição financeira cooperativa também opera com os Programas Agropecuários do BNDES, linhas do FCO e do Funcafé, além de recursos próprios, como Capital de Giro Agropecuário e a Cédula de Produto Rural Financeira (CPRF).

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
CMN e BC aprovam medidas para amenizar os efeitos da calamidade pública no RS
O Banco Central monitorará continuamente o funcionamento da intermediação financeira na regiãoEm reunião extraordinária no...
TOP 6
Competição voltada às tecnologias para finanças sustentáveis abre inscrições
Quinta edição do G20 TechSprint foi lançada pelo Banco Central (BC) e o Centro de...
TOP 6
Celcoin adquire startup especializada em regulação bancária e fiscal
Reg+ representa a quarta aquisição em dois anos, e reforça o investimento da empresa em...
TOP 6
Programa Celular Seguro é desconhecido por 40% da população, aponta pesquisa
Levantamento encomendado pela Febraban mostra que 29% dos entrevistados não estão interessados na plataformaAté o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top