paraisopolis

Sem SAMU, Paraisópolis capacita 240 socorristas e cria 60 bases de emergência de atendimento pré-hospitalar

Por Edilma Rodrigues

Paraisópolis capacita 240 socorristas que farão parte da Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros da comunidade para atuar em 60 bases de emergência de atendimento pré-hospitalar, em suas seis microrregiões e auxiliar o Corpo de Bombeiros no socorro às pessoas com o novo coronavírus. A cerimônia de formatura foi nesta manhã (06). A iniciativa foi feita em parceria com a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, o G10 das Favelas, o Grupo Bombeiro Caetano (GBC) e a Associação Bombeiro Mirim Juvenil Voluntário (BMJV), que cedeu as bolsas de estudo. 

O objetivo é prestar os primeiros socorros, respeitando os protocolos de emergência vigentes no País, protocolos internacionais da American Heart Association e Emergency First Response, CA. 

Iniciativa é resposta à falta de atendimento do SAMU

O coordenador nacional do G10 das Favelas e líder comunitário em Paraisópolis, Gilson Rodrigues, explica que a iniciativa é uma resposta à falta de atendimento do SAMU, que inclusive teve um posto desativado na região. “Em Paraisópolis, o SAMU dificilmente chega. A situação ficou pior depois que a base que atendia a região fechou”.

Segunda maior comunidade de São Paulo, Paraisópolis é dividida em seis microrregiões: Centro, Grotão, Grotinho, Brejo, Prédios e Antonico. Cada região terá 10 equipes, formando as 60 bases compostas de brigadistas equipados com pranchas longas, kits de primeiros socorros, modelo cipa, e equipamentos de proteção individual (EPI´s). Além disso, a comunidade vai contratar 12 bombeiros civis, que vão auxiliar os moradores nas bases. 

Captação de recursos por meio de financiamento coletivo 

Os recursos para a compra dos equipamentos e para manter os profissionais estão sendo levantados por meio de uma campanha de financiamento coletivo, disponível no link.

A Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros de Paraisópolis é um projeto piloto implantado de forma semelhante ao do Resgate do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, sob a Coordenação Geral do veterano  Roberto José Arantes Caetano, tenente do Corpo de Bombeiros, fundador do Projeto Bombeiro Caetano e Agente Multiplicador do Projeto Resgate, desde 1989. Ele é um dos 40 Bombeiros instrutores do atendimento pré-hospitalar do Corpo de Bombeiros do Estado. 

“A nossa Equipe de Brigada de Emergência é uma força auxiliar do Corpo de Bombeiros. Dependendo da complexidade da emergência, será acionado o serviço 193 e ficaremos no local prestando o primeiro atendimento de suporte básico da vida”, afirma Caetano.

O projeto das brigadas de socorristas vai formar novas turmas nas comunidades do Brasil que compõem a rede do G10 das Favelas.

As inciativas para salvar vidas em Paraisópolis tiveram início ainda em março, frente à falta de alcance das políticas públicas vigentes para moradores de comunidades e favelas, segundo Rodrigues.

Nesse sentido, foram inauguradas, na semana passada, duas casas de acolhimento para receber moradores que precisam fazer o isolamento social. “Transformamos duas escolas públicas estaduais de Paraisópolis em alojamentos para isolar positivos da covid-19. Aqueles que não possam cumprir isolamento em suas casas, pela convivência muito próxima com parentes idosos ou do grupo de risco (diabetes, problemas cardíacos e renais crônicos, HIV, tuberculose, hipertensão etc.),” assinala Rodrigues.

Essas pessoas serão direcionadas pelos profissionais das UBS locais, para as “casas” pelo período da quarentena de 15 dias. A casa de acolhimento é uma iniciativa da comunidade, apoiada por pessoas físicas e algumas empresas. E pela Associação Parceiros da Educação.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top