Crédito: canva

Redução na fraude em links de pagamento torna-se alvo de solução tecnológica

Sistema da ClearSale beneficia, principalmente, adquirentes e instituições financeiras ao minimizar em tempo real ameaças de vendas fantasmas e chargeback
Com atualizações recentes, a ClearSale, empresa de tecnologia em inteligência de dados com múltiplas soluções para prevenção a riscos, evoluiu seu modelo proprietário antifraude para links de pagamento. Impulsionada pela demanda do mercado para detectar e diminuir transações fraudulentas, a oferta já conta com algumas das maiores adquirentes e instituições financeiras do País. Em 2023, a companhia analisou mais de R$ 20,5 bilhões em compras com links de pagamento via cartão de crédito, em que R$ 2,8 bilhões em pedidos foram reprovados por suspeitas de fraude, mantendo níveis de chargeback abaixo de 0,5%.

“O link de pagamento é hoje um dos modelos mais adotados pelo brasileiro ao finalizar uma compra, sobretudo por facilitar as transações dos clientes de maneira direta e simples, e não requerer integração com plataformas complexas. Porém, com a comodidade vem também os riscos de golpes, inclusive aqueles feitos por parte de vendedores que ludibriam as empresas que processam pagamentos e realizam a venda fantasma”, explica André Futuro, head comercial de meios de pagamento da ClearSale.

A proteção acontece nas duas pontas: mitigando prejuízos com compradores não legítimos e nas transações de vendedores ofensores, que tentam fraudar o processo de transação com a venda fantasma – compras que ele mesmo faz, recebe o valor antecipado e depois cancela a compra. Essa ação, se não for evitada, gera chargeback e prejuízo para as adquirentes – empresa que faz a ponte entre bandeira do cartão, banco emissor e estabelecimento comercial – e instituições financeiras. 
Com uma estrutura robusta e adaptável, a solução verifica se as compras feitas com links de pagamento são legítimas ou fraudulentas e traz uma visão 360° sobre a gestão de risco segmentada em agrupamentopor nível de risco. A empresa analisa os padrões e comportamentos das transações, detecta possíveis ameaças e confronta os pedidos realizados com os dados do proprietário do cartão de crédito. Além disso, oferece análises e tempo de decisão customizáveis, possibilitando combinar múltiplas camadas de proteção, que geram indicadores precisos de cada jornada de compra.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top