3_bradesco

Queda da inadimplência e otimismo dão o tom da divulgação dos resultados do Bradesco

O Bradesco divulgou, em teleconferência com jornalista esta manhã, os resultados do segundo trimestre de 2017. O lucro líquido ajustado da instituição foi de R$ 4,7 bilhões no período e de R$ 9,4 bilhões no primeiro semestre. Aumento de 13% com relação ao ST16.

A queda na inadimplência foi da ordem de 0,7 p.p. e o índice de inadimplência acima de 90 dias caiu de 5,6%, no primeiro tri, para 4,9%, no segundo. O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, avalia a taxa de inadimplência como um destaque positivo, o que, segundo ele, sinaliza uma nova fase porque os picos de inadimplência ficaram para trás. “Os indicadores macro indicam trajetória de ascensão e a tendência da margem financeira deve ser de estabilidade, principalmente com a redução inadimplência,” explicou Trabuco. Deve haver também redução do custo do crédito, com menor despesa de provisões de devedores duvidosos.

Além disso, os prêmios de seguros tiveram forte crescimento, mais de R$ 36 bilhões, oriundos de uma fonte de resultados estável e previsível. “O Bradesco teve uma travessia segura e prudente nessa complexidade do ciclo econômico brasileiro. Ficou em linha com as diretrizes propostas no nosso orçamento, priorizando a intensificação do modelo de fontes de receitas,” acrescentou Trabuco.

Sobre o Next, banco digital lançado recentemente, Trabuco assinalou que ele tem permitido ocupar uma posição concorrencial com relação aos desafios das fintechs. “Um desafio presente e nós queremos estar em sintonia com essa movimentação. Antecipação de uma cultura via atendimento para novas gerações.”

Embora os dados da plataforma estejam contabilizados na divulgação de hoje, os executivos não divulgaram os números e informaram que foi feito o lançamento inicial, com base de clientes reais, “até razoável, que já estão operando, experimentando a oferta de produtos,”, explica o diretor do Bradesco, Carlos Wagner Firetti e acrescenta: “esse processo com essa base ainda pequena serve para testar a plataforma numa escala menor e estabilizá-la. Em breve, haverá marketing, quando será o lançamento efetivo, quando começará a crescer.”

Trabuco salienta dois grandes valores de difícil percepção que o Next acrescenta:

“Passamos a construir uma proposta de relacionamento bancário e financeiro com o cliente de uma maneira diferente. É um banco com uma proposta de relacionamento completamente diferente em seu portfólio, canais de acesso, oferta. Adaptado a um cliente que hoje começa a ser diferente e que daqui alguns anos será completamente diferente do que é hoje, na sua forma de relacionamento. Além disso, Trabuco ressalta o quanto de aprendizado o Next traz e trará ao banco tradicional.

Na semana passada, a instituição anunciou a abertura de um plano especial de demissão voluntária (PDV). Segundo Firetti, a maturidade do programa deve acontecer em 120 dias depois da sua finalização, vindo também com o ajuste pelo turn over dos funcionários do banco.

Entre outros dados divulgados estão: ambiente difícil principalmente em função do baixo crescimento do volume de crédito, com queda de 7,5%; redução de 246 agências no período. Ontem, o Bradesco informou que vai repassar o corte de 1 ponto porcentual da taxa Selic para as principais linhas de crédito de pessoa física e pessoa jurídica.

Trabuco também comentou que o cenário de 2017 no segundo semestre é o melhor dos últimos três anos. E que 2018 deve evoluir com relação a 2017. Apostando na volta do desenvolvimento

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top