População investidora passa a 36% e totaliza 60 mi de brasileiros em 2022

class=wp-image-17200

por Ana Carolina Lahr

As classes C e D/E impulsionaram o aumento do número de brasileiros que investem em produtos financeiros em 2022. Segundo dados da 6ª edição do Raio-X do Investidor Brasileiro, pesquisa da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) em parceria com o Datafolha, o percentual de investidores da classe C passou de 29% para 36% (aumento de 5 milhões de pessoas), enquanto o da D/E evoluiu de 16% para 20% (2 milhões de novos investidores) e o da A/B de 52% para 57% (expansão de 1 milhão de pessoas).

A média da população passou de 31% em 2021 para 36% em 2022, o que corresponde a um aumento de 8 milhões de brasileiros, totalizando aproximadamente 60 milhões de investidores. A conclusão é de que os números indicam alguma recuperação depois dos impactos negativos gerados pela pandemia e pela crise econômica. “Não temos dados para toda a população para o período pré-pandemia, quando a pesquisa era feita só com as classes ABC. Mas o recorte para essa parcela da população sugere que estamos recuperando a capacidade de poupar e o acesso a produtos financeiros que havíamos atingido antes da pandemia”, afirma Marcelo Billi, superintendente de Educação da ANBIMA.

A projeção para 2023 é de expansão de mais 5 pontos percentuais no índice ou 9 milhões de novos investidores. O otimismo com o ambiente macroeconômico colabora na decisão de mais brasileiros desejarem investir em produtos financeiros. Segundo a pesquisa, quando questionados sobre a economia brasileira, 66% afirmaram que o ano de 2023 será melhor do que 2022. Na análise por classe social, o percentual é ainda maior nas classes DE (74%).

Educação financeira 

Para Billi, a crise econômica dos últimos anos foi responsável por despertar o desejo de poupar e investir em parte da população porque explicitou como a falta de reservas e planejamento financeiro deixam as pessoas e as famílias vulneráveis em períodos de imprevistos e instabilidade econômica. “É o momento de fortalecermos nossos esforços de educação financeira, uma ferramenta essencial para contribuir para a qualidade de vida e saúde mental das pessoas”, observa.
 

Esta é a sexta edição da pesquisa Raio-X do Investidor e a iniciativa integra a agenda de educação do ANBIMA em Ação, conjunto de prioridades elencadas para o biênio 2023/2024.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top