Crédito: Divulgação/Banco Central

Pix é o meio de pagamento mais usado em 2023

Abes projeta crescimento de até 10,5% no uso de cartões em 2024
O Pix encerrou o ano de 2023 com quase 42 bilhões de transações, consolidando-se mais uma vez como o meio de pagamento mais popular do Brasil, um crescimento de 75% ante o ano anterior, revelando a eficiência e grande aceitação popular da ferramenta, que trouxe conveniência e facilidades para os clientes em suas transações financeiras do dia a dia. As transações do Pix superaram as de cartão de crédito, débito, boleto, TED, DOC, cheques e TEC no Brasil, as quais, juntas, totalizaram quase 39,4 bilhões. As informações são da Febraban.
Entretanto, no quesito valores transacionados, o Pix só perde o primeiro lugar para a TED que somou R$ 40,6 trilhões, enquanto a ferramenta de pagamentos instantâneos registrou R$17,2 trilhões, revela levantamento feito pela federação sobre meios de pagamento, com base em dados divulgados pelo Banco Central e pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços).
Na comparação com os dados de 2022, os valores transacionados pela TED tiveram uma ligeira queda, de 0,2%, ao passo que no Pix cresceram: passaram de R$ 10,9 trilhões para R$ 17,2 trilhões, um avanço de 58%.
Com entrada em funcionamento em 16 de novembro de 2020, o Pix ultrapassou as transações feitas com DOC (Documento de Crédito, que foi descontinuado pelo sistema financeiro no último dia 29 de fevereiro) já em seu primeiro mês de funcionamento, em janeiro de 2021, superou as transações com TED (Transferência Eletrônica Disponível).
Em março deste mesmo ano, passou na frente em número de transações feitas com boletos. Já no mês seguinte (maio), o Pix ultrapassou a soma de todos eles.
Em relação aos cartões, o Pix ultrapassou as operações de débito em janeiro de 2022, e no mês de fevereiro foi a vez de passar na frente das transações com cartões de crédito.
O levantamento mostra que a população está usando o Pix como meio de pagamento de menor valor, como foi previsto à época do lançamento da ferramenta, fazendo com que o número de transações aumente em um ritmo acelerado. São pagamentos rotineiros do dia a dia. Seu tíquete médio no ano passado ficou em R$ 420.
Já para transações maiores, a predileção é pela TED, que demora até uma hora para ser compensada. Seu tíquete médio foi de R$ 46 mil em 2023. 
Depois do Pix, os meios de pagamentos preferidos dos brasileiros foram o cartão de crédito (17,8 bilhões de transações) e o cartão de débito (16,3 bilhões), seguido de boleto (4,2 bilhões), TED (892 milhões). Já em valores transacionados, após TED e Pix, aparecem os boletos (R$ 5,7 trilhões), cartão de crédito (R$ 2,4 trilhões) e cartão de débito (R$ 1 trilhão).

Cartões

De acordo com projeções da Abecs, associação que representa a indústria de meios eletrônicos de pagamento, as compras com cartões de crédito, débito e pré-pago devem superar R$4 trilhões em 2024, o que representa um crescimento entre 8,5% e 10,5% em comparação com 2023.
As projeções comprovam o contínuo avanço do setor e relevância cada vez maior dos cartões na vida dos brasileiros, principalmente no que diz respeito a eficiência das relações de consumo e esforços da indústria com foco em inovação, digitalização da economia e maior segurança.
No ano de 2023, o volume total transacionado por cartões representou 34,3% do total do PIB e foram alguns fatores que contribuíram positivamente para o aumento da representatividade do setor.
A inadimplência de cartões tem a oitava queda consecutiva e fica em 7,3% em janeiro de 2024. Desde junho de 2023, este declínio já acumula uma redução total de 1,5 ponto percentual, reflexo do empenho da indústria de meios de pagamento no controle do superendividamento. A inadimplência total da carteira PF em janeiro foi de 5,5%. Em comparação com o ano anterior está 0,6 p.p abaixo.
(Fonte: Assessoria de Imprensa Abecs e Febraban)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top