Insights Ed. 23

Papel moeda ainda é indispensável para mover economia do país

Uma pesquisa com os varejistas realizada pela Brinks no ano passado mostrou que, na média nacional, 31% das vendas são realizadas em dinheiro – em algumas regiões e segmentos a representatividade é menor, em outras, maior, chegando a 40%. 

Essa é apenas uma das fontes que alimenta a circulação do papel moeda no Brasil, que em dezembro de 2018 atingia a marca de R$ 280 bilhões, contra R$ 370 bilhões em dezembro de 2020, após a pandemia começar.

Os dados foram trazidos por Gil Hipólito, diretor de desenvolvimento de novos negócios da Brink\’s, em painel durante o Webinar O Futuro Digital das ATMs, realizado na terça-feira.

Fabrício Carvalho, gerente executivo de produtos do Banco Original, participou do debate e fez um paralelo entre o nível de digitalização do cliente do banco e a demanda pelo dinheiro físico, observando que locais mais afastados dos grandes centros urbanos geralmente possuem um grau de digitalização inferior, resultando em maior demanda pelo papel moeda.

Nossa visão de futuro em relação às redes é que, primeiro, elas vão continuar existindo por um longo tempo – a questão do dinheiro é inegável. Quanto à evolução dos canais e das transações digitais, também não há dúvidas em relação a isso. Mas, não é uma coisa ou outra, é uma coisa e outra”, salienta Hipólito. 

O trabalho em rede é, para ele, a opção para evoluir no tema que nem sempre é tão estratégico na agenda dos bancos quanto a agenda digital.  Há mais disposição em adotar modelos de terceirização como a gente vem fazendo em outros locais do mundo com sucesso e com ganho para os clientes e para as instituições”, concluiu.

Insights Ed. 23

EditorialATMs, bancos digitais e a sonhada inclusão financeira
1ATMs no Brasil têm características distintas do restante do mundo
2Papel moeda ainda é indispensável para mover economia do país
3“Enxergo o ATM futuramente como um grande centro multifuncional”
4Terceirização das ATMs ganha nova perspectiva no Brasil
5Máquinas de autoatendimento avançam na sigla ESG
6Inovação e inclusão financeira nos bancos digitais norteiam próximo webinar

Compartilhe

Notícias relacionadas

Exclusiva
Cantarino Brasileiro apoia o Innovation Summit Barueri 2024
Barueri vai sediar a primeira edição do Innovation Summit 2024, no dia 3 de março. O...
Exclusiva
O papel do ecossistema financeiro no Fórum Econômico Mundial 2024
por Ana Carolina LahrEntre os dias 15 e 19 deste mês, aconteceu em Davos, Suíça,...
Exclusiva
Tendências da 114ª NRF para o setor financeiro
por Ana Carolina Lahr A 114ª NRF (National Retail Federation), a maior e mais tradicional...
Exclusiva
Prêmio Banking Transformation reforça necessidade de uma agenda ESG transversal
Dados revelam a diversidade na composição dos times envolvidos nos cases inscritos; reflexão é incentivada...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top