nota3

Pagamentos digitais devem crescer 12,7% ao ano até 2021

Por Edilma Rodrigues

O estudo da Capgemini e BNP Paribas, World Payments Report 2018, prevê que os pagamentos eletrônicos apresentem taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 12,7% até 2021, impulsionados por mercados em desenvolvimento. Estes devem apresentar CAGR de 21,6%, liderado pela Ásia emergente com 28,8% nos próximos 5 anos. Até 2021, espera-se que esses mercados respondam por cerca de metade de todas as transações não monetárias no mundo, superando os mercados maduros pela primeira vez, cuja participação atual é de 66,3%.

A Rússia (CAGR de 36,5%), Índia (33,2%) e China (25,8%) foram os principais motores durante 2015-16. Enquanto os mercados maduros mantiveram um crescimento estável de mais de 7%, o Brasil, por exemplo, aumentou em apenas 1,6% este volume. Porém, informa o relatório o país segue como o 4º mercado global em número de transações eletrônicas com 29,1 bilhões operações.

E-wallets das bigtechs
O estudo dá conta que a ruptura no mercado de pagamentos acelera à medida em que novas tecnologias se instalam e bigtechs e fintechs fazem sua presença ser sentida. Em particular, as e-wallets estão em alta e apresentam grande oportunidade de mercado para provedores de pagamentos não tradicionais. Em 2016, as e-wallets representaram 8,6% das transações eletrônicas (um volume de 41,8 bilhões), das quais 71% foram facilitadas pelos fornecedores das bigtechs.

Inovação enfrenta complexidades técnicas e regulatórias
Embora a ruptura esteja se acelerando e os participantes do mercado proliferem, há desafios de complexidade técnica e regulatória para o desenvolvimento de novos ecossistemas de pagamentos inovadores, juntamente com a expectativa do atual nível de segurança. Apenas 38% dos executivos de bancos pesquisados para o relatório disseram que estavam planejando um papel de âncora em novos ecossistemas de pagamentos.

Indicativo das complexidades que cercam a inovação no mercado de pagamentos, muitos entrevistados disseram que a adoção de uma infraestrutura de pagamentos em tempo real estava sendo inibida pela falta de interoperabilidade entre sistemas (identificados por 74,1% dos executivos), dados fracos e padronização de autorização (59,3%).

Nas DLTs (Distributed Ledger Technology), 85,9% destacaram a falta de interoperabilidade, 83,1% de falta de clareza regulamentar e 77,1% de capacidade de escalar, como fatores que limitam a adoção.

O relatório também mostra como as principais iniciativas regulatórias e do setor (as KRIIs, em inglês) estão ameaçando criar conflitos à medida que se espalham de um nível regional para um patamar global. As KRIIs conflitantes colocam desafios operacionais e de implementação que podem impedir a transição para novos ecossistemas de pagamentos. Os exemplos incluem a quinta diretiva relativa à luta contra a “lavagem” de capitais (5AMLD), e outras regulamentações como a PSD2 e a GDPR.

O relatório conclui que serão necessárias mais do que iniciativas lideradas pelos bancos para aumentar o novo cenário de pagamentos. A comunidade de serviços financeiros mais ampla – incluindo organizações do setor público, reguladores e terceiros – deve determinar seu papel e trabalhar em conjunto com grandes usuários de pagamento eletrônico para garantir o desenvolvimento de um ecossistema suave, equilibrado e robusto.

Metodologia
O World Payments Report 2018 é composto por uma pesquisa primária baseada em entrevistas executivas e uma pesquisa online. Esta edição também inclui a introdução ao Payments Open Banking Assessment (ou Avaliação de Pagamentos por Bancos Abertos), que demonstra o estado dos bancos abertos em 16 países, do ponto de vista dos pagamentos

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top