Foto por: Jamile Leão

O open finance e o cliente no centro de tudo

Jamile Leão, líder para Soluções de Open Finance da Capgemini Brasil
O open finance é a busca pela colaboração inovadora de empresas em vários segmentos num ecossistema, sejam eles do mercado financeiro, da educação, varejistas ou pertencentes a quaisquer outras indústrias, a fim de desbloquear novos modelos de receita e oferecer produtos e serviços contextualizados aos clientes.
No Brasil, atualmente, as empresas dedicam-se a atender às regras estabelecidas pelo Banco Central e pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e adotadas pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Mas esse é só o início de uma jornada maior, imprevisível e aguardada com grande expectativa pelo mercado como um agente com enorme potencial de transformação da indústria e de como se darão as experiências financeiras no futuro.
O ecossistema aberto e altamente colaborativo (open X) coloca o cliente no centro de tudo. A chave para o aprimoramento contínuo da experiência do cliente é extrair o maior valor que cada uma das empresas pode oferecer: sejam a credibilidade e a segurança dos incumbentes ou a agilidade e os contextos de fintechs e de outros mercados.
O Brasil já demonstrou ter capacidade para criar e implementar ecossistemas financeiros complexos, assim como sistemas de pagamentos inovadores, como o bem-sucedido Pix. Agora, partimos para a liderança mundial também em open finance. Com base nessa realidade, nosso foco deverá ser a continuidade da escalada de experiências e serviços cada vez mais contextualizados, encaminhando o Brasil para o que chamamos de open data, com a utilização de dados de outras indústrias, como serviços públicos, saúde e educação, na construção de experiências realmente contextualizadas e relevantes para o cliente.
O uso criativo dos dados permitirá simplificar as jornadas de consumo e torná-las mais convenientes e eficientes, além de se constituir numa camada de inteligência e organização para a vida do cliente, que terá inúmeras possibilidades de monetizar esses dados com grande benefício próprio e de todo o ecossistema.
Esse artigo faz parte da revista digital e-CANTA Banking Anywhere. Baixe aqui o material completo.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Ponto de vista
O mundo está mudando e o Real também
Por Patricio Santelices, CEO da TecBanO Plano Real está caminhando para completar 30 anos e...
Ponto de vista
Revolução no setor financeiro alcança obrigações legais
Por Marcelo França, CEO da CelcoinNos últimos anos, o setor financeiro brasileiro tem passado por...
Ponto de vista
Tendências tecnológicas para o setor financeiro em 2024
Wagner Martin, VP de negócios da Veritran no BrasilEm um cenário marcado pelos avanços tecnológicos...
Ponto de vista
Rumo à autonomia financeira: bem-vindos à era do ENDOFINANCE
Na constante busca por inovação e praticidade surge um conceito revolucionário que promete transcender os...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top