Crédito de: https://valor.globo.com/financas/noticia/2023/09/28/nubank-lana-primeiro-etf-com-pagamento-de-dividendos.ghtml Foto: Divulgação

Nubank e B3 lançam primeiro ETF brasileiro com pagamento de dividendos

Índice desenvolvido em conjunto pelas instituições é o primeiro derivado do Ibovespa B3 em 55 anos
Em movimento inédito no mercado de investimentos brasileiro, o Nubank anunciou na quinta-feira (28) o lançamento do primeiro ETF (fundo negociado em bolsa de valores) com pagamento mensal de dividendos aos cotistas: o Nu Renda Ibov Smart Dividendos (NDIV11).
O novo produto é fruto de parceria da gestora de fundos de investimentos da companhia, a Nu Asset Management, com a B3, a bolsa do Brasil, e passa a ser uma opção para qualquer investidor, sem vínculo obrigatório com o Nubank ou a corretora NuInvest. Assim, qualquer pessoa física – mediante adequação de perfil (suitability) na corretora com a qual tenha vínculo – ou investidor institucional pode investir no novo ETF.
A parceria entre a Nu Asset e a B3 foi estabelecida para a criação do inovador Ibovespa Smart Dividendos B3, o primeiro índice derivado do Ibovespa B3. O novo índice incluirá em sua carteira empresas do Ibovespa que se destacam nos pagamentos de dividendos aos acionistas.
O índice considera as empresas do Ibovespa B3 que pagam os maiores valores de dividendos em relação ao preço da ação. Esse critério também será utilizado para ponderar o peso da ação na carteira, além da recorrência e menor oscilação nos proventos pagos. Isso significa que terão maior peso na carteira as empresas que pagam maiores valores proporcionais, com frequência e valor constantes ao longo dos anos.
O desenvolvimento da oferta de ETFs no Brasil vem na esteira de uma realidade já observada em escala mundial. O volume investido globalmente em ETFs nas duas últimas décadas apresentou evolução de 20% ao ano, com cerca de US $ 10,6 trilhões (aproximadamente, R$ 53 trilhões) sob gestão em julho de 2023, segundo dados reunidos pela ETFGI, plataforma independente de pesquisa e consultoria em ETFs. Apenas na bolsa do Brasil, o volume investido em ETFs era de quase R$ 45 bilhões em agosto, de acordo com o Boletim Mensal ETF da B3.

"Com o nosso novo produto, o Nubank assume o protagonismo na evolução de fundos listados em bolsa no Brasil", afirma Andrés Kikuchi, diretor executivo da Nu Asset Management.

"A expansão do mercado de capitais e o aumento do número de investidores exigem que ampliemos a oferta de produtos para a diversificação de portfólios. É simbólico termos o primeiro índice derivado do Ibovespa B3 no ano em que ele completa 55 anos. Além de dar visibilidade para as empresas que ao mesmo tempo são referências no mercado e são boas pagadoras de dividendos, o Ibovespa Smart Dividendos é mais uma tese de investimento que disponibilizamos ao mercado, consolidando a B3 como principal provedora de índices no Brasil”, afirma Henio Scheidt, gerente de Índices da B3.

A entrada do Nubank na oferta de ETFs vai além do Nu Renda Ibov Smart Dividendos (NDIV11). Também sob gestão da Nu Asset, outro ETF passou a ser disponibilizado desde 28 de outubro ao mercado, replicando o índice Ibovespa Smart Dividendos B3: o Nu Ibov Smart Dividendos (NSDV11), com a diferença de que os dividendos são reinvestidos no próprio ETF. O NSDV11 está igualmente disponível para qualquer cliente investidor, seja pessoa física ou institucional.

"Dentro de uma carteira diversificada, o investidor pode compor a sua estratégia com a renda passiva, mas também olhar para um horizonte de prazo ainda mais amplo. Ao reinvestirmos os dividendos no Nu Ibov Smart Dividendos, o potencial de retorno com a valorização do papel ao longo do tempo é maior", observa Kikuchi.

A primeira carteira do Ibovespa Smart Dividendos B3 possui 21 empresas, com validade até 29 de dezembro de 2023 para rebalanceamento posterior. A carteira poderá ser acessada no site da B3.
 
O valor mínimo inicial para investir nos dois ETFs do Nubank é de R$ 100, correspondente a uma cota.
 
(Fonte: Assessoria de imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top