Crédito: melhorinvestimento.net

Nova resolução do CMN facilita concessão de crédito por Cooperativas

 Foi publicada na quinta-feira (25/4) a Resolução CMN Nº 5.131, norma do Conselho Monetário Nacional que atualiza a organização e o funcionamento das cooperativas de crédito.
A regulamentação está em consonância com as ações das dimensões Competitividade e Inclusão Financeira da Agenda BC#, voltadas para o desenvolvimento do segmento cooperativista de crédito.
A norma atualiza a estrutura de governança e gestão das cooperativas bem como regulamenta a realização de operações de crédito com o compartilhamento de recursos e de riscos entre cooperativas de crédito integrantes do mesmo sistema cooperativo, aumentando as opções de concessão de crédito aos 13,6 milhões de cooperados (pessoas físicas e jurídicas) em todo o Brasil.
As alterações foram promovidas na Lei Complementar 130, de 2012, que rege o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC) e estabelecem, entre outras coisas: as políticas para captação de novos associados ou para aumento do capital social pelo quadro de associados; as condições para representação dos associados por delegados nas assembleias gerais de cooperativas singulares de crédito; as condições para a assembleia geral destinar sobras para recomposição de recursos dos fundos garantidores, utilizados em operações de assistência e de suporte financeiro à cooperativa singular de crédito; as condições para que o BC autorize a cooperativa central de crédito ou a confederação constituída por cooperativas centrais de crédito a assumir, em caráter temporário, a administração de cooperativa de crédito sujeita à sua supervisão.
Além disso, dispõe sobre a possibilidade de participação societária em outras entidades por cooperativas singulares, no sentido de acabar com a diferenciação entre as cooperativas singulares de crédito e as cooperativas de segundo ou terceiro nível; e a possibilidade de acúmulo de cargos na diretoria executiva de cooperativas de crédito distintas integrantes do mesmo sistema cooperativo.
As novas regras entram em vigor em 1º de julho de 2024, exceto quanto aos dispositivos que tratam da política de renovação de conselheiros de administração e da representação de associados por delegados, que se aplicam somente a partir de janeiro de 2026, em face da necessidade de adaptações operacionais e de sistemas por parte dos entes regulados.

(Fonte: Assessoria de Imprensa – Banco Central)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top