nota8

No futuro não será possível pensar em profissionais e sim em células de trabalho

Ao pensar na escolha da equipe de trabalho para corresponder às necessidades das empresas do futuro, as companhias não poderão mais usar os critérios tradicionais baseados na formação do profissional e na experiência que ele tem numa determinada área. Os novos tempos exigirão uma reflexão a respeito da formação de células nas quais as pessoas precisarão desenvolver como principal habilidade a capacidade de convergência.

De acordo com Lala Deheinzelin, futurista e criadora do movimento Crie Futuros, ninguém terá condições sozinho de reunir todas as características exigidas. “As pessoas precisarão aprender a compartilhar da mesma forma como a tecnologia já está sendo desenvolvida para fazer isto”, disse.

Ela fez a palestra “Profissões do futuro”, ontem no CIAB FEBRABAN. Em sua abordagem foi desenvolvido o conceito de que estamos num momento de transição. “A nova etapa pede um olhar mais amplo do que aquele que leva em conta apenas os resultados do ponto de vista financeiro. Agora é exigido um olhar para quatro dimensões. Será preciso estabelecer métricas para dimensionar os ganhos na área social, financeira, cultural e ambiental. Ninguém mais aceitará trabalhar apenas pelo salário”, diz.

Além da criação de células colaborativas, as empresas que quiserem se destacar em seus respectivos mercados no futuro precisarão comunicar seus objetivos de forma que ele seja recebido como uma causa coletiva. “Quando as pessoas veem suas atribuições como parte do esforço por uma causa coletiva elas se engajam da melhor maneira. Por isso vemos o sucesso de organismos como Igreja, escolas de samba e futebol, por exemplo”, explicou.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top