nota6

Neon investe em segurança e reduz risco em mais de 90%

O banco Neon reduziu em mais de 90% os riscos com implantação de soluções e gerenciamento de incidentes, com o SOC – Security Operation Center – da REDBELT. O sistema analisa e trata mais de 1,5 milhões de eventos diariamente, por meio do SIEM – security information and event management – que coleta, no ambiente do banco, os principais logs e os correlaciona para identificar ataques e tráfegos anômalos e preveni-los. Somos um banco 100% digital. Assim, nada mais natural que buscássemos soluções de segurança neste mesmo formato. A nossa operação conta com um monitoramento 24×7 e isso só é possível de forma online, afirma o CIO do banco Neon, Júlio Dário.

Com 280 mil usuários e voltado a jovens, o banco, que surgiu como a fintech Contro.ly em 2014, é totalmente online e sua proposta, que tem como principal via de acesso o smartphone, é evitar filas e taxas abusivas. A nota enviada à imprensa afirma que o Neon foi o primeiro no país a utilizar reconhecimento facial para transações via aplicativo.

O CSO responsável pela RED SAFE, divisão de segurança da REDBELT, Eduardo Bernuy Lopes, conta que a parceria com o Neon começou quando ainda era o Contro.ly. “Sabíamos da preocupação deles com a segurança de seus usuários e acreditamos no seu potencial de crescimento. Hoje o banco Neon é um cliente bastante estratégico para a REDBELT, assinala Lopes.

Além do MSS (Management Security Services) para monitorar via SOC 24×7, o banco conta com a proteção de aplicações do Web Application Firewall; gestão do ciclo de vida de vulnerabilidades por meio de identificação por pentest; mitigação de vulnerabilidades e resposta a incidentes. E ainda conta com o sistema Chronos, plataforma de inteligência que busca e concentra todos os dados sobre uma determinada empresa, pessoa ou palavra-chave e os disponibiliza na internet. “Por meio de pesquisa e correlação de dados em diversas fontes de informações como redes sociais, aplicativos, sites e a deep web, ou seja, um verdadeiro processo investigativo, o Chronos, permite identificar tentativas de invasões de sistema, roubos de dados e até organizações ilícitas. Com isso, fica mais fácil realizar ações proativas, caso seja identificado um plano de ataque,” atesta nota à imprensa.

Desde que começamos a trabalhar com o banco, o Neon está em conformidade com as normas de segurança na parte de ISO 27001, afirma Lopes. A norma ISO 27001 é o padrão e a referência internacional para a gestão da segurança da informação.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top