nota7

MEIs de Heliópolis e Paraisópolis podem ter acesso facilitado a crédito sustentável e serviços financeiros

A Desenvolve SP, Agência de Desenvolvimento Paulista, testa novo modelo de financiamento para microempreendedores individuais (MEIs) de diversas comunidades brasileiras, começando por Heliópolis e Paraisópolis, em São Paulo. O projeto-piloto da iniciativa do Sebrae e do BNDES será feito pela EasyCrédito, fintech vencedora do edital da Desenvolve SP. O objetivo é levar desenvolvimento econômico às comunidades e facilitar o acesso a crédito sustentável e serviços financeiros para ampliar as operações desses empreendedores.

Segundo diretor-presidente da Desenvolve SP, Álvaro Sedlacek, a contratação de uma fintech visa conferir agilidade e escalabilidade à realização do projeto-piloto, reduzindo, além do tempo, os custos envolvidos em distintas etapas de um processo de financiamento. “A EasyCrédito desenvolverá uma plataforma web exclusiva para receber propostas e cruzar informações que facilitem a avaliação de risco e acelerem a liberação de recursos. À Desenvolve SP caberá gerir a carteira de clientes”, diz Sedlacek.

Para o CEO e fundador do EasyCrédito, Marcos Ramos, oferecer crédito não é apenas sobre dinheiro, é também sobre pessoas, sonhos e necessidades. “A EasyCrédito nasceu com a missão de simplificar o processo de concessão de crédito entre pessoas e empresas, então, ser o ganhador deste edital é motivo de muita alegria e responsabilidade. Junto a Desenvolve SP, o Sebrae e o BNDES vamos trabalhar para a inclusão financeira dos MEIs no mercado de crédito, gerando competitividade para o seu negócio através da tecnologia.”

Próximos passos

Com a assinatura de contrato entre a Desenvolve SP e a EasyCrédito, a fintech passa a desenvolver a plataforma destinada ao projeto-piloto. Após a fase de testes, terão início as oficinas de orientação para acesso ao crédito do Sebrae SP.

Estarão aptos a solicitar o financiamento somente microempreendedores individuais das comunidades que participarem destes encontros. As condições gerais sobre a linha de crédito a ser disponibilizada, como prazo, taxa de juros, limites e itens financiáveis ainda serão definidas. Os recursos do projeto-piloto serão aportados pelo BNDES no valor de até R$ 10 milhões.

Com informações do Portal do Governo de SP

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top