Linhas de crédito do governo do Estado de São Paulo beneficia mulheres empreendedoras

A secretaria estadual de Políticas para a Mulher de São Paulo articulou, em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, 50 milhões de reais em linhas de crédito 

para atender às micro e pequenas empresas administradas por mulheres. Os recursos integram a carteira de crédito da Desenvolve SP, agência de fomento do Governo de São Paulo.


“Estamos atuando fortemente em nossa secretaria para garantir a autonomia financeira das mulheres do nosso estado. E essa linha de crédito vai  ao encontro dos nossos propósitos ao contemplar as empreendedoras de São Paulo”, afirma a secretária de Políticas para a Mulher Sonaira Fernandes.

A primeira linha de crédito, chamada de Desenvolve Mulher, tem juros a partir de 4% até 6% ao ano, mais a taxa Selic. Para ser elegível ao crédito, a empresa deverá ser administrada por uma mulher. Além disso, a Desenvolve SP poderá consultar a classificação de risco da empresa.

Mulheres administradoras de micro e pequenas empresas contarão com crédito pré-aprovado de até 200 mil reais. Além disso, na hipótese de liberação de financiamento para compra de equipamentos ou reforma de comércio, por exemplo, 30% desse recurso poderão ser destinados a capital de giro para impulsionar o negócio.


A segunda linha de crédito, a Desenvolve Mulher Sustentável, conta com taxas ainda menores para o financiamento de projetos de sustentabilidade, como compra e instalação de placas solares, melhoria de sistema de iluminação (energia fotovoltaica), substituição de equipamentos movidos a combustível fóssil por dispositivos com energia limpa, além de projetos de eficiência energética em geral. Os financiamentos podem ser contratados com juros a partir de 2% até 4% ao ano, acrescidos da Selic.

Segundo o estudo Perfil da Mulher Paulista: demografia, escolaridade, trabalho e renda, realizado em fevereiro pela Fundação Seade, as mulheres do Estado de São Paulo representam 33% dos empregadores, sendo 369 mil de 1,1 milhão com pelo menos dois empregados. Já 38% das trabalhadoras são por conta própria, somam 337 mil, e 91% possuem empreendimento formal.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top