nota1

Inteligência artificial: você está preparado para comemorar o dia do trabalho com robôs?

De acordo com a Federação Internacional de Robótica, cerca de 11.900 robôs industriais serão comercializados no Brasil entre 2015 e 2020. Neste mesmo intervalo de tempo, aproximadamente 7,1 milhões de empregos deixarão de existir em todo o planeta, segundo o Fórum Econômico Mundial. O especialista em tecnologia e professor da FGV, Arthur Igreja, avalia as implicações que a utilização de inteligência artificial traz para profissionais do mercado financeiro. E dá dicas para aqueles que desejam se manter no mercado de trabalho, além de apontar três novas categorias profissionais, focadas em TI.

Igreja explica que no mercado financeiro já se usa muita inteligência artificial nos robôs de investimentos e os bancos começam a usar comandos por voz, que é um dos empregos de IA. “Com certeza, a presença de IA vai se expandir para identificar comportamentos dos usuários, para personalizar o internet banking e o atendimento ao cliente, por meio de chatbots cada vez mais inteligentes,” assinala.

A preparação, analisa o especialista, deve ser cada vez mais focada em cursos profissionalizantes muito rápidos, de apenas algumas horas, porque sistemas de inteligência artificial, especialmente no mercado financeiro, evoluem rapidamente. “A pessoa provavelmente não vai encontrar as respostas em cursos mais extensos como de graduação, pós-graduação e mestrado,” acrescenta.

Igreja recomenda a profissionais de todos os ramos de atividade tentar identificar o que está acontecendo em inovação, principalmente fora do País. “Essas tecnologias demoram de cinco a seis anos para chegarem no Brasil, mas o tempo é cada vez mais curto,” menciona. Outra dica é verificar se a tarefa que desempenha corre riscos de ser substituída em breve por algum algoritmo e o quanto ela é repetitiva. “Quanto mais repetitiva, maior as chances de ela ser substituída por mecanismos de inteligência artificial,” alerta Igreja.

Para Igreja, o receio em torno da aura futurista pode ofuscar o outro lado da história. Na modernidade, ainda precisaremos de pessoas para fazer o que os robôs ainda não são capazes, o que abre frente para novas profissões, comenta.

Pesquisas de mercado apontam para três categorias sem precedentes e que serão necessárias em escala industrial: treinadores, tradutores e mantenedores. Os profissionais treinadores ensinarão os sistemas de IA como atuar. As empresas contratam estes profissionais para verificar se os robôs tradutores de idiomas, por exemplo, estão assimilando o aprendizado corretamente, o que reduz o número de erros. Os treinadores também instruem as máquinas a imitarem comportamentos humanos. Tem, ainda, os treinadores de empatia, responsáveis por tornar os robôs mais amigáveis.

Profissionais tradutores dos algoritmos e do discurso técnico serão recrutados, afirma Igreja, para auxiliar donos de negócios e líderes empresariais a compreender o que levou um sistema a cometer um erro ou tomar uma determinada decisão de consequência negativa. Um exemplo disso são as empresas que já utilizam inteligência artificial em processos seletivos de RH, com máquinas decidindo quais os candidatos são mais adequados para uma vaga.

Mantenedores é uma categoria de profissional que caracteriza os novos empregos. Atualmente, apenas um terço das empresas que operam com IA confia completamente em seus sistemas. Sendo assim, os mantenedores desempenharão um papel crucial para garantir que os robôs estão funcionando como previsto, seguindo o que foi planejado.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top