Diversidade e equidade é a nossa bandeira

Diversidade e equidade é a nossa bandeira


Em 13 de maio de 1888 a Lei Áurea extinguiu oficialmente a escravidão no Brasil. De lá para cá, é de se esperar que muito se tenha feito para defender os direitos dos negros. Mas muito ainda há de se fazer. E não apenas por eles, mas pelos indígenas, pelas mulheres, pelos LGBTQIA+ , e por todos os que integram os grupos minoritários em um país tão diverso como o Brasil.

É aqui que chegamos no ponto que toca esta edição do Insights CB: o fato histórico celebrado hoje nos remete diretamente ao tema da diversidade, equidade e inclusão, tão em voga nos dias atuais. 

A abordagem tem, cada vez mais, transbordado a barreira dos direitos humanos para adentrar nas empresas. Ali, levam a preocupação social para novos patamares e resolutivas, cada vez mais enraizadas na educação e numa mudança de cultura profunda, ao invés de iniciativas superficiais que pouco resolvem e mais polemizam as diferenças.

Para ilustrar, no âmbito financeiro, recentemente a Goldman Sachs e Nasdaq anunciaram que não abrem mais IPO para empresas que não tenham diversidade no board. 

Essa realidade nos faz refletir com ainda mais profundidade sobre como estão se movimentando as empresas financeiras no sentido de observar se essas mudanças realmente acontecem interna e externamente em suas ações. 

Considerando que as áreas de inclusão ainda são recentes no ambiente corporativo – muitas empresas começaram a trazer essas áreas entre os anos de 2020/2021 -, para que o tema seja levado a sério, os conceitos devem estar atrelados a objetivos.

Um desses objetivos pode ser o de garantir uma melhor comunicação com o cliente, na ponta externa do negócio, por exemplo. Com esse olhar, o tema foi inserido no Webinar CX realizado pela Cantarino Brasileiro em abril.

De maneira transversal à programação, ele se tornou evidente já na abertura do evento, que elegeu Sérgio All, fundador e CEO da Conta Black, para fazer uma apresentação de case. 

Ao longo da programação, ele foi pincelado em grande parte das discussões promovidas – pontos que recebem highlight nos próximos tópicos deste material. 

Mas, o tema de fato se tornou protagonista na palestra de Laura Salles, CEO e Co-fundadora da PlurieBr, que ficou incubida de responder à polêmica pergunta: 

 “Por que DE&I é tão essencial para CX?”

É sobre isso e muito mais que vamos falar nesta edição do Insights CB. Vem com a gente!

Insights Ed. 20

EditorialDiversidade e equidade é a nossa bandeira
1Por que diversidade, equidade e inclusão são tão essenciais para o CX?
2Boas práticas para implementar a diversidade nas empresas
3Diversidade ainda é desafio ante o uso da Inteligência Artificial
4Pesquisa reforça preferência da Geração Z por empresas engajadas em DE&I
5Fórum debate oferta de serviços financeiros por utilities e empresas de telefonia
Ponto de Vista5 razões para investir em um novo core bancário


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).