G10 Consórcios contempla 300 pessoas em Paraisópolis em três meses

O G10 Consórcios completou essa semana três meses de atuação e anunciou que o projeto que visa democratizar o acesso ao crédito nas favelas do Brasil por meio da modalidade de consórcio já contempla mais de 300 pessoas da comunidade de Paraisópolis. 

O projeto, resultado da parceria entre o G10 Bank, instituição financeira geradora de crédito para periferias, e a Eutbem, fintech de consórcio 100% digital, tem por objetivo permitir que os moradores de comunidades realizem seus sonhos, como fazer uma reforma na casa, viajar para rever sua família em outros estados ou até mesmo estudar, de forma mais simples e segura, vinculada a instituições financeiras sérias.

“Ao realizar um estudo na região de Paraisópolis, conversamos com mais de 200 pessoas para identificar a necessidade desse público. A partir dos resultados, entendemos que grande parte da população local tinha tido pouco acesso à educação financeira e ao benefício de crédito pelos meios tradicionais. Com isso, resolvemos desenvolver um projeto personalizado para esse público, de forma mais justa, sem juros ou parcelas exorbitantes, para que assim eles também tivessem a oportunidade de tirar seus sonhos do papel”, afirma Márcio Ferreira, CEO da Eutbem.

Além disso, outro benefício da parceria é a movimentação da economia interna da comunidade. Para Jaqueline Amorim, CEO do G10 Bank, o projeto é de grande importância para a comunidade, pois ele também, busca capacitar profissionalmente líderes e influenciadores da favela: O caminho para a mudança está atrelado principalmente com as oportunidades que temos de acessos,” explica.

Para aumentar a geração de fonte de renda para a população local, os consultores do consórcio, todos moradores da comunidade, serão remunerados de acordo com o desempenho de vendas. O projeto prevê também que 5% do faturamento com as vendas retorne à comunidade e seja investido em iniciativas para fomentar o projeto. Para receber esse investimento, serão escolhidos projetos sociais de dentro da favela.

“Essa parceria é importante para trazermos recursos para as comunidades, uma causa que o G10 Favelas abraça há alguns anos, que é trazer oportunidades que faltam para os moradores da favela. O recurso financeiro realiza sonhos e com isso, muda vidas. A maioria dos moradores de Paraisópolis nunca teve acesso ao crédito e muitas vezes, isso pode ser o pontapé inicial que faltava para que ele comece o seu negócio ou a estudar”, afirma Gilson Rodrigues, Presidente do G10 Favelas e fundador do G10 Bank.

Esta é a primeira etapa da parceria entre as instituições, porém o cronograma prevê a ampliação dessa ação a partir do segundo semestre de 2023 para outras comunidades de todo o país.

 

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top