nota7

Fintech levanta USD 10 mi em rodada seed para levar serviços financeiros para PMEs

Por Edilma Rodrigues

A Cora, empresa de serviços financeiros para pequenos e médios negócios, anuncia o fechamento de sua rodada seed, que arrecadou mais de dez milhões de dólares. “Esta rodada, o maior investimento seed de uma fintech na América Latina, mostra o interesse significativo que os fundos globais têm no espaço no Brasil e a experiência única que os fundadores da Cora trazem para esta oportunidade,” explica a empresa em nota.

A rodada foi liderada pela Kaszek Ventures, empresa de Venture Capital em estágio inicial que atua na América Latina e que conta com mais unicórnios em seu portfólio. A Kaszek se uniu à Ribbit Capital, um dos investidores de fintech mais bem-sucedidos do mundo. 

Os fundadores da Cora, Igor Senra e Leo Mendes, já trabalham juntos há mais de 15 anos. Eles fundaram a empresa de pagamentos online MOIP em 2007, construíram a empresa por mais de uma década e depois a venderam para a Wirecard em 2016. 

“Criamos a Cora para perseguir nosso objetivo de vida, que é resolver os problemas financeiros enfrentados pelas pequenas e médias empresas. Esses negócios produzem 67% do PIB brasileiro, mas são totalmente mal atendidos pelos bancos tradicionais”, assinala o Senra que é o CEO da empresa. 

Atualmente, a empresa opera em beta somente para convidados e oferece uma solução de conta digital simplificada. De acordo com a fintech, o boleto para pagamento foi reinventado e, agora, tem uma interface simples e pode ser emitido sem custo pelo aplicativo da empresa. 

A Cora planeja lançar seu produto para o público em geral no primeiro semestre de 2020, mas é possível se cadastrar na lista de espera da empresa para ter acesso à solução antecipadamente. A fintech deve lançar também portfólio de pagamentos, produtos relacionados a crédito e ferramentas de gerenciamento financeiro, que estão sendo desenvolvidos. 

Segundo o sócio da Kaszek Ventures, Santiago Fossatti, a Cora está posicionada de maneira única para buscar essa oportunidade e criar uma ótima solução para as PME. “Estamos analisando esse espaço no Brasil há um bom tempo, pois estávamos vendo a dor que as empresas menores estavam passando, e agora estamos orgulhosos de fazer parceria com a experiente equipe da Cora e se juntar a eles em sua missão”.

Fintech de crowdfunding recebe R$ 800 mil

Outro anúncio de aporte em fintech foi o da Glebba, que recebeu R$ 800 mil em rodada liderada pela Bossa Nova Investimentos, um dos fundos de venture capital mais ativos da América Latina. O investimento será utilizado para escalar ainda mais a fintech e aprimorar toda parte de tecnologia e marketing. A Gleba faz crowdfunding de investimento para o setor imobiliário otimizando estrutura de capital para loteadoras e incorporadoras. Com essa captação, vamos investir em marketing e aprimorar nossa tecnologia para atrair mais investidores para a plataforma. Queremos que as pessoas vejam o setor de imobiliário como uma possibilidade de investimento rentável, atrativa e segura, afirma o cofundador e chefe de investimentos da Glebba, Francisco Perez. 

Com informações das assessorias de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top