Caio Noronha, CEO do Educbank / Crédito: divulgação

Fintech lança produto inovador e amplia oferta de seguro escolar na educação básica

Parceria entre Educbank e Icatu atende toda a comunidade educacional privada do país, tanto alunos quanto professores, funcionários e famílias
por Cantarino Brasileiro
A fintech Educbank, acaba de anunciar o lançamento de um novo produto, o Seguro Escolar Educbank. A iniciativa é resultado de uma parceria com a Icatu Seguros e prevê ampliar a oferta de proteção financeira em toda a comunidade educacional privada do país, atendendo tanto alunos quanto professores, funcionários e famílias.

“Dentro do nosso ecossistema financeiro, sempre buscamos oferecer os produtos mais completos e cuja necessidade das escolas sejam atendidas por inteiro. A parceria com a Icatu apenas reforça esse nosso compromisso e evidencia que o nosso maior ativo é sermos obcecados pelo sucesso das nossas escolas”, diz Caio Noronha, cofundador e CEO do Educbank.

Inspirado no ‘Seguro Nota 10’, lançado pela Icatu em 2019, o diferencial é o atendimento integral às instituições de ensino, já que o Seguro Escolar Educbank foi personalizado para o atendimento integral das instituições de ensino e cobre desde MEIs (Microempreendedor Individual) até funcionários CLT e profissionais liberais e autônomos. A ampla atuação representa uma evolução em relação a outros produtos do mercado, com coberturas restritas às famílias e responsáveis financeiros que perdem empregos em regime CLT.

"Momentos difíceis podem atingir qualquer um, sejam eles por demissões, acidentes ou perda do provedor familiar, e podem levar a decisões complicadas, como a retirada de alunos das escolas. Criamos esse seguro justamente para garantir proteção e tranquilidade nestes momentos inesperados. Nosso objetivo é um só: garantir que os estudantes concentrem suas energias no processo educacional ao mesmo tempo em que zelamos pelo bem-estar financeiro dos responsáveis, professores, funcionários e da escola como um todo. Essa é uma proteção completa”, afirma Guilherme Hinrichsen, Vice-Presidente Comercial da Icatu.

A parceria prevê a Icatu como provedora do serviço e a startup Bem-Te-Vi Seguros como a corretora responsável pela operacionalização, atendimento e gestão de sinistros.

“Agora conseguimos potencializar ainda mais as escolas, diminuindo a evasão de alunos, aumentando a probabilidade de renovação, atração e fidelização das famílias, além de permitir segurança aos estudantes de que não terão o ensino descontinuado em razão de imprevistos e os responsáveis financeiros poderão ser menos impactados pelas oscilações do mercado de trabalho”, conclui Danilo Costa, fundador e presidente do conselho de administração do Educbank.

Mais proteção

Além de garantir que o estudante terá o ensino assegurado em caso de perda de renda ou de falecimento do responsável legal, o seguro prevê também a indenização em casos de Invalidez Permanente Total por Acidente e o atendimento (hospitalar e odontológico) no caso de acidentes dos estudantes, professores e demais funcionários das escolas.
Para os casos de perda de emprego e perda de renda por incapacidade física temporária, o novo produto cobre o dobro de tempo (6 meses) em comparação aos demais seguros do setor (3 meses). Em casos de falecimento do responsável financeiro, ao invés de cobrir somente o restante do ano letivo como os demais produtos do mercado, o Seguro escolar Educbank permite três opções às escolas: tanto a garantia dos estudos até o fim do ano letivo, como também até o fim do ciclo escolar atual do estudante ou até o fim de todos os ciclos (ensino médio).

Educbank

O Educbank garante apoio financeiro e acesso a capital para escolas brasileiras disponibilizando linhas de capital, meios de pagamento e ferramentas de gestão (ERP e LMS) desde 2020, quando deu início a um novo cenário dentro do mercado de fintechs e edtechs na América Latina.
Sua relevância se dá, principalmente, pelo papel social que desempenha, com foco na educação. Assim, após a sua criação, outras companhias passaram a olhar para a mesma tese e mais de R$1 bilhão já foram investidos nos últimos 12 meses, sendo cerca de R$ 300 milhões somente na companhia.
Com crescimento médio de 20% ao mês desde o início das operações, levantou R$200 milhões em 2022, numa das maiores rodadas da Série A da América Latina, sendo liderada pela Vasta (NASDAQ: VSTA) e acompanhada pelo fundo Marrakech Capital.
Já em 2023, o Educbank inovou mais uma vez ao captar a primeira debênture integralmente securitizada em mensalidades de educação básica no Brasil, no valor de R$70 milhões.
Posicionando-se como o principal ecossistema financeiro de educação básica na América Latina, a fintech foi reconhecida pelo 19º Prêmio Banking Transformation como a “Melhor Iniciativa em Educação” em 2023. Antes, foram inúmeras outras conquistas que reforçam seu papel inovador que une o ecossistema educacional e o financeiro.
Trilha Bancos & Educação
Se você quer discutir essa e outras oportunidades cross industry entre os ecossistemas financeiro e educacional, clique aqui e SIGA A TRILHA

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top