Fintech ensina jovens a desenvolver apps, com remuneração durante o programa e contratação

Fintech ensina jovens a desenvolver apps, com remuneração durante o programa e contratação

Por Edilma Rodrigues

A primeira edição do programa Paketá Academy, da fintech de crédito consignado privado Paketá, selecionou três jovens profissionais, com pouca ou nenhuma experiência, para ensiná-los a desenvolver apps. Além de serem remunerados durante os seis meses do programa, quando o curso for concluído, eles serão efetivados pela empresa. Para a próxima edição, que começa a receber inscrições em janeiro, a fintech quer aumentar o número de vagas para, pelo menos, dez.

Segundo o arquiteto de software e líder do Paketá Academy, Bruno Carneiro, a fintech pretende formar pelo menos 200 pessoas nos próximos cinco anos. “Vamos fomentar a formação de jovens para o mercado de trabalho, contribuindo também para o sucesso profissional dos participantes”, acrescenta Carneiro.

A oportunidade de qualificação, preferencialmente, é para jovens que residem fora dos grandes centros urbanos. Os primeiros participantes são das cidades de Uberaba (MG) e Araras (SP). O objetivo da Paketá é dar oportunidades para jovens talentos e permitir que eles desenvolvam uma carreira técnica de sucesso, sem necessariamente precisar se mudar para um grande centro como São Paulo.

Segundo o CTO da fintech, Bruno Nunes, as oportunidades de trabalho para desenvolvedores, que já eram muitas, se intensificaram ainda mais nos últimos meses, com a necessidade de as empresas digitalizarem seus negócios. Este fato, aliado à dificuldade de os jovens conseguirem emprego na atual conjuntura econômica, despertou a ideia de criar o programa para formar jovens profissionais.

“Recente levantamento da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) aponta que o segmento de TI possui 1,56 milhão de vagas em aberto e o déficit de profissionais qualificados, até 2024, pode chegar a cerca de 24 mil funcionários por ano,” diz a Paketá em comunicado.

A seleção

Para esta primeira edição do programa houve um processo seletivo, com busca ativa de candidatos pela empresa no LinkedIn. Alguns interessados souberam da oportunidade por meio da rede social ou por indicações e procuraram diretamente a empresa. “Ao todo, 30 jovens participaram do processo de inscrição, que se encerrou há 30 dias. O início da capacitação, totalmente online, será na próxima terça-feira (13),” informa a assessoria de imprensa.

Critérios: primeiramente, a empresa fez uma análise de perfil dos candidatos a partir de respostas a algumas perguntas durante o processo de inscrição. A Paketá selecionou 30% dos candidatos que passaram por uma prova de raciocínio lógico e análise de interesse. Depois disso, a fintech escolheu os três mais interessados e que tinham maior aptidão lógica para aprender a programar.

O programa

Com carga horária de 40 horas semanais, além da parte teórica, os participantes vão trabalhar, na prática, em um projeto real da Paketá e serão assistidos pelos profissionais da empresa.

Os jovens serão treinados em várias das principais tecnologias do mercado, metodologias e como trabalhar em equipe. “Ao fim do programa, os jovens talentos estarão aptos a trabalharem com aplicações Web, utilizando as principais linguagens e ferramentas de programação, como JavaScript, NodeJS, React, MongoDB, entre outras,” assinala a empresa.

“Como atuamos com tecnologia, sabemos da dificuldade das empresas em encontrar profissionais capacitados. Existem milhares de vagas abertas nesta área e há muitos jovens que estão desempregados. Vamos fazer a nossa parte e capacitá-los para entrarem no mercado de trabalho em uma área que está muito aquecida”, finaliza Nunes.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top