nota2

Executivo do Google Cloud destaca três tecnologias para proteger dados corporativos

Por Edilma Rodrigues

Aprendizado de máquina, análise inteligente com alertas e dupla autenticação com chave de segurança são tecnologias importantes para fazer frente aos ataques digitais, segundo o diretor de tecnologia e engenharia do Google Cloud para América Latina, Fernando Teixeira.

De acordo com o executivo, estas seriam as soluções em alta quando o assunto é segurança da informação e contra ataques como ransomware (software nocivo que restringe o acesso ao sistema infectado) e phishing (e-mails ou websites falsos que levam o usuário a revelar informações pessoais, como senhas ou cartão de crédito). E que são cada vez mais comuns no mundo corporativo e trazem risco às empresas e às suas informações estratégicas. Teixeira descreve as razões de elas serem importantes:

Machine Learning para detectar e-mails suspeitos
Aprendizado de máquina ou sistemas que aprendem e melhoram cada vez mais com a experiência podem ajudar as empresas a evitarem ataques cibernéticos. Os modelos recebem um exemplo de e-mail legítimo e outro de phishing, o que permite acelerar o processo de aprendizagem, tornando-o mais eficiente. “Neste processo, quanto mais ele vê e aprende, mais protege.”

Alertas para proteger antes do clique do usuário
Tecnologias capazes de analisar bilhões de URLs por dia, em busca de sites não seguros, já são uma realidade nos navegadores. Um alerta avisa o usuário quando este acessa uma página capaz de roubar informações pessoais ou mesmo quando houver a instalação de softwares desenvolvidos para sequestrar o computador. “Todos os dias, com a ajuda da análise inteligente, descobrimos milhares de novos sites com problemas de segurança. Muitos deles são websites legítimos que foram comprometidos”, afirma o executivo.

Chaves de segurança para aumentar a proteção
O reforço da verificação em duas etapas, por meio de chave de segurança física, permite que a identidade do usuário seja confirmada com mais precisão, evitando que invasores usem senhas roubadas. “Sem a chave é impossível entrar. Um método simples para usuários e administradores, mas que dificulta muito a vida dos cibercriminosos”, finaliza ele.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top