nota2

Entenda a relação entre bitcoin e empresas financeiras

Por Guto Schiavon*

Nos últimos anos, a tecnologia se tornou importante aliada para o setor bancário. Além do internet banking ou do menu altamente interativo e inteligente que promete resolver tudo em apenas um clique, a inovação que tem chamado a atenção é o bitcoin. Aos poucos, essa solução tem caído nas graças dos investidores e dos bancos em geral, já que além de inovador, é bastante vantajoso.

Como o bitcoin impacta no dia a dia das empresas?

Muito conhecido nas transações online, o bitcoin nada mais é que dinheiro digital. Como um equivalente geral de produtos e serviços, funciona assim como o dólar americano, o yuan, o real e o peso.

O modelo começou a chamar a atenção ainda em meados de 2013 e, pouco a pouco, atraiu a atenção de grandes instituições financeiras, que passaram a investir em startups especializadas.

Sem dúvidas, sua utilização avança em todo o mundo. Exemplo disso é que sete grandes instituições anunciaram o investimento na tecnologia “blockchain”, que está por trás do bitcoin. A ideia é garantir transações cada vez menos burocráticas e, ao mesmo tempo, mais seguras e rápidas.

O mesmo grupo também realizou transações com bitcoins no lugar das moedas locais. Eles converteram os fundos e concluíram a transação automaticamente. Apesar de ainda estar em fase de testes, a ação promete mudar a realidade financeira global!

O bitcoin gera benefícios para as empresas que o utilizam?

O avanço tecnológico é importante para manter a vantagem competitiva e, claro, atender às demandas do consumidor, que está em busca de inovações e sistemas rápidos que facilitem seu dia a dia. Nesse contexto, tanto o sistema blockchain quanto o bitcoin desempenham papel importante, já que além de atingir o consumidor final e reformular as operações, permitem reduzir os custos.

Com isso, a tendência é que, aos poucos, os bancos passem a investir ainda mais no bitcoin para utilização em larga escala. No entanto, é preciso ressaltar que ainda existem alguns entraves em relação a essas inovações, dentre os quais destacam-se o preço instável da moeda e suas taxas.

Quais são as principais preocupações de segurança?

O Conselho de Fiscalização da Estabilidade Financeira, que congrega diversas autoridades regulatórias dos Estados Unidos, alertou para a necessidade de evitar riscos e violações, por meio da adoção de medidas adequadas para a segurança das informações. Por isso, foi ligado o alerta para que os bancos que desejam investir nessa tecnologia apostem em procedimentos que garantam a confiabilidade das transações.

Essa provável parceria entre o bitcoin e as empresas financeiras deve revolucionar o mercado como um todo, criando, até mesmo, novas áreas de negócios e possibilidades, tanto para as instituições quanto para os clientes. No entanto, ainda há muito a ser feito (e observado) para que todo esse potencial esteja disponível ao conjunto dos agentes econômicos.

O bitcoin faz parte do futuro do mercado financeiro. Que tal conferir um conteúdo exclusivo sobre a relação entre bitcoin e blockchain

* Guto Schiavon é COO da FOXBIT, a maior corretora de bitcoins da América Latina.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top