Empresas vão às compras: Liber Capital compra 60% da Adianta e Nubank adquire a Cognitect

Liber Capital compra 60% Adianta e Nubank adquire Cognitect

Por Edilma Rodrigues

Muitas empresas do mercado financeiro parecem mesmo ter ido às compras. A Liber Capital, fintech de antecipação de recebíveis oficializou hoje (23) a compra de 60% da Adianta, fintech do mesmo setor. E o Nubank anunciou ontem (22) a aquisição da parceira de longa data no desenvolvimento de tecnologia, Cognitect. Na semana passada, foi o Neon, que comprou a quase centenária Magliano Invest. Outras aquisições recentes foram a da One7, plataforma de serviços financeiros, que adquiriu o controle da fintech Rapidoo, que também atua com antecipação de recebíveis. E a da XP, que abocanhou participação majoritária na fintech Antecipa, do mesmo segmento.

Segundo o sócio-líder de deal advisory da KPMG no Brasil e América do Sul, Marco André Almeida, as fintechs têm desenvolvido, nos últimos anos, soluções para desafios dos clientes do mercado financeiro, e normalmente tem alta capacidade de crescimento exponencial. Isso já vinha despertando o interesse tanto de players tradicionais do mercado financeiro, como também de fundos de private equity e de venture capital.

“O que é diferente, no momento atual, é que a pandemia acelerou e muito a transformação digital das empresas. Adicionalmente, a necessidade de liquidez, causada pela crise econômica, aliada à redução histórica das taxas de juros, tem gerado oportunidades interessantes no mercado de recebíveis,” explica Almeida.

De fato, o negócio fechado pela Liber Capital acontece em um momento em que a empresa registra crescimento de mais de 1000% nos últimos 12 meses. E a Adianta informa que já concedeu mais de R$200 milhões em crédito e desenhou o primeiro FIDC digital do mercado.

Para Bruno Diniz, líder na América Latina pela Financial Data and Technology Association (FDATA) e cofundador da Spiralem, consultoria especializada em inovação para o mercado financeiro, esses movimentos recentes apontam para o amadurecimento do ecossistema fintech, onde se passa a ver consolidações. 

Sobre o mercado de antecipação de recebíveis, Diniz assinala que há uma tese que já tem alguns anos e se provou robusta – uma vez que essas plataformas cresceram bastante, fazendo frente aos modelos antigos e tradicionais que operam de forma offline. 

“O mercado entendeu que a via alternativa, que é digital, tem bastante escala, pois anteriormente a gente tinha só uma restrição para uma atuação de Factories, FDICs e até dos próprios bancos. Na época, os bancos aproveitavam o relacionamento existente, já os FDICS e Factories correndo atrás desses clientes assistidos e agora temos as fintechs nesses segmentos. Eu prevejo, como falei, que essas vias para o digital podem acontecer, pois os bancos já entenderam que para o novo jogo do mercado financeiro, é mais fácil adquirir um novo player do que fazer isso do zero dentro de casa, como foi o caso da Adianta, sinaliza Bruno Diniz.

Nubank quer ampliar capacidade de engenharia

A compra da Cognitect, consultoria de engenharia de software, pelo Nubank é uma cartada do decacórnio para continuar a desenvolver produtos e serviços de forma eficiente. E está em linha com a aquisição, anunciada em janeiro, da Plataformatec, especializada em método ágil e em desenvolvimento e gerenciamento de produtos digitais. Essa compra, no entanto, foi um “acqui-hiring”, que se apoia na contratação dos funcionários da Plataformatec.

Diniz avalia que a operação do Nubank amplia sua capacidade de engenharia. Para ele, vamos ver uma aceleração nesse tipo de negócio, o que é um sinal de amadurecimento do ecossistema brasileiro.

Aquisições encurtam caminho para atuação em outros nichos

Sobre as outras aquisições como a que a XP fez, para o cofundador da Spiralem, trata-se realmente de uma virada de chave, uma forma de pegar um atalho para o desenvolvimento de soluções voltadas para alguns nichos das fintechs, como foi o caso da aquisição da Antecipa e da DM10 – que é voltada para seguros. 

De acordo com Diniz, nos outros movimentos, as motivações são diferentes. “Na XP, por exemplo, é muito mais um movimento de entender o que uma tendência está apontando, trazer isso para dentro de casa e assim cortar o caminho em termos de desenvolvimento. No caso de empresas de tecnologia, como é o da Totvs aponta para uma expansão de atuação, vislumbrando oportunidade dentro do mercado financeiro.”

“A gente vê também esse movimento de fusão entre fintechs e a incursões de players de tecnologia dentro do mercado financeiro, como foi o caso da Supplier pela Totvs,” argumenta Diniz.

Vale mencionar que a Liber Capital informou que, inicialmente, não haverá fusão com a Adianta, que atuam em mercados distintos e complementares de antecipação de recebíveis. A expectativa da empresa é ampliar a carteira ativa.

De todo modo, precisa haver sinergias entre os negócios, como o CEO da Adianta, Marco Camhaji, comenta:  “O investimento só foi possível pelo fato de ambas as empresas possuírem muitos valores em comum, mais especialmente a compreensão de que o cliente é o elo mais importante das empresas e trabalhamos incansavelmente para conquistar a sua confiança. Ambas empresas também entendem a tecnologia como um aspecto fundamental para garantir escala e o sucesso do negócio e apostamos em um time altamente qualificado para conseguir continuar a entregar resultados de forma consistente.” completa Camhaji.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top