Crédito: canva.com

Educação de IA para negócios está alavancando resultados no mundo corporativo

De acordo com Alan Nicolas, fundador da Comunidade Lendár.I.A, investir nesse conceito é um grande passo para garantir o sucesso a longo prazo
A inteligência artificial (IA) transformou-se num pilar fundamental para o desenvolvimento e a competitividade das empresas. Com o avanço tecnológico, a adoção de soluções baseadas em IA deixou de ser uma opção para se tornar uma necessidade estratégica, com ferramentas capazes de processar e analisar grandes volumes de dados com uma velocidade e precisão inatingíveis para o ser humano.
De acordo com Alan Nicolas, referência no mercado digital e fundador da Comunidade Lendár.I.A, essa pode ser a diferença entre liderar o mercado ou ficar para trás. 

“Compreender como aplicar essas tecnologias estrategicamente para resolver problemas reais de negócios e otimizar operações é fundamental. Uma força de trabalho deve entender que a IA pode implementar soluções que melhoram o atendimento ao cliente, aumentam a eficiência operacional e geram informações valiosas a partir de dados”, revela.

Competências em IA

Para incorporar a inteligência artificial nas estratégias de negócio, as empresas devem investir na formação e desenvolvimento de competências específicas. “As competências a serem desenvolvidas variam desde conhecimentos técnicos, como machine learning e análise de dados, até habilidades mais amplas, como pensamento crítico e capacidade de tomar decisões baseadas em dados complexos”, pontua.
Segundo o especialista, empresas que integraram a IA em suas operações reportam melhorias significativas, como a otimização da cadeia de suprimentos, personalização de marketing e inovações em produtos e serviços. “Varejistas que utilizam IA para personalizar as experiências de compra dos consumidores, por exemplo, não apenas aumentam a satisfação do cliente, mas também elevam taxas de conversão e fidelidade”, declara.

Desafios e considerações éticas

Apesar dos muitos benefícios, a implementação de IA não está livre de desafios. Questões de privacidade e segurança dos dados são preocupações que devem ser endereçadas cuidadosamente.
Além disso, existe a missão de desmistificar a IA para os colaboradores, muitos dos quais podem sentir-se intimidados pela suposta complexidade da tecnologia. “Educar sobre ética em IA e promover uma abordagem transparente e responsável é fundamental para ganhar a confiança tanto de colaboradores quanto de consumidores”, relata.
Alan acredita que a educação em IA para negócios não é apenas uma tendência, mas uma necessidade urgente. “As empresas que se capacitam para utilizar a inteligência artificial de forma eficaz têm uma vantagem competitiva clara, sendo capazes de operar com maior eficiência e adaptar-se rapidamente às mudanças do mercado. Investir nesse conceito é investir no futuro da empresa, garantindo não só a sua sobrevivência, mas seu sucesso a longo prazo”, finaliza.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Subsea7 abre Programa de Estágio 2024 para diversas áreas
Os estudantes aprovados terão carga horária de quatro a seis horas diárias, em sistema de...
Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri promovem educação financeira de criptoeconomia
O objetivo é explorar diferentes temas do universo de criptoativos para democratizar o acesso aos...
Com vagas afirmativas, Núclea abre inscrições para novo programa de trainee
Oportunidade é voltada para formados em cursos de exatas e humanas e 100% das vagas...
Clariant, John Deere e outras empresas anunciam 90 vagas em programas de estágio
As oportunidades são para os estados de São Paulo, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top