Crédito: Canva

Dinheiro entre casais: é preciso comunicação e cumplicidade para vida financeira saudável

Segundo Thiago Martello, casais precisam aprender a conversar sobre dinheiro naturalmente
Dinheiro costuma ser um assunto “tabu” em muitas famílias, por isso não é difícil que mesmo entre parceiros que vivem sob o mesmo teto haja muitas dúvidas, falta de informações e pouca comunicação e cumplicidade relacionada ao tema.
Segundo Thiago Martello, fundador da Martello EF, empresa que abocanhou investidores no programa Shark Tank Brasil ao oferecer uma metodologia própria, muitos parceiros não têm ideia de quanto o cônjuge ganha ou gasta. “Mesmo morando juntos, muitas vezes os casais não sabem o que acontece na vida financeira. Podem notar que há algo que não está certo, mas não entendem o porquê, já que nunca conversaram sobre o assunto”, explica.
Martello costuma dar mentoria a muitos casais, ajudando-os a entender mais sobre finanças e a colocar a própria vida financeira na mesa. “Muitas vezes é quase uma sessão de terapia de casal, pois eles usam o momento para conversar sobre temas que nunca foram colocados em debate antes. É nesse momento que o homem percebe, por exemplo, que não está guardando para o futuro, ou a mulher percebe que está contribuindo para a falta de dinheiro da casa ao consumir de forma impulsiva”, conta.
O especialista acredita que o primeiro passo para um casal conquistar uma vida financeira saudável é investir em diálogo. “Sem uma conversa franca sobre receitas, despesas e objetivos comuns não dá para sair do lugar. É preciso que os dois remem para o mesmo lado para chegarem mais rápido aonde querem”, diz.
Entender que em qualquer casal há diferenças motivadas pela criação e pelo histórico de vida também é importante. “Ninguém é igual e viver junto é aprender a entender, conviver e equilibrar as diferenças. Isso também vale para a vida financeira, já que nem sempre o casal terá a mesma forma de lidar com dinheiro. O importante é estarem dispostos a encontrar um equilíbrio para o bem do bolso e da relação”, acredita.
Martello ressalta que a questão financeira é um dos motivos que mais geram divórcios no País atualmente, por isso quanto antes o casal decidir tratá-lo como algo essencial, melhor. “Muitas vezes não conseguirão sozinhos, por isso é importante buscar ajuda assim que sentirem que algo não está indo bem nesse sentido ou, ainda, se desejam realizar alguns objetivos que precisam de dinheiro, como garantir a aposentadoria ou investir. Cada caso é um caso, mas é possível melhorar sempre. Busque ajuda!”, finaliza.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Subsea7 abre Programa de Estágio 2024 para diversas áreas
Os estudantes aprovados terão carga horária de quatro a seis horas diárias, em sistema de...
Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri promovem educação financeira de criptoeconomia
O objetivo é explorar diferentes temas do universo de criptoativos para democratizar o acesso aos...
Com vagas afirmativas, Núclea abre inscrições para novo programa de trainee
Oportunidade é voltada para formados em cursos de exatas e humanas e 100% das vagas...
Clariant, John Deere e outras empresas anunciam 90 vagas em programas de estágio
As oportunidades são para os estados de São Paulo, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top