6_saque_pague

Desbancarizados vão receber dinheiro pelo Saque & Pague

A Saque e Pague vai lançar dois novos serviços ainda este ano: a compra de ingressos para shows e o envio de dinheiro entre clientes não bancarizados. Hoje, estão disponíveis apenas transferências de um usuário sem conta em banco, seguindo as regras do Bacen, para qualquer correntista no sistema financeiro nacional. Em breve, um cliente não bancarizado poderá transferir valores para um cliente também não bancarizado. “Para os 35% da população brasileira que estão desassistidos do sistema financeiro, criamos operações específicas para que eles possam usar os nossos terminais,” assinala o diretor presidente da Saque e Pague, Givanildo Luz. Além disso, prossegue o executivo, o cliente não bancarizado paga caro para ter esse serviço no sistema tradicional.

Presente em 18 Estados, a Saque & Pague está chegando a mil terminais multisserviços. A expectativa é chegar de 1300 a 1500 até o fim do ano. Objetivo da empresa é ter presença em 100% dos estados brasileiros e em locais onde o cliente não tem acesso a um banco. “Muitas cidades brasileiras não têm presença de um banco e a Saque & Pague pode ser uma alternativa para levar bancarização para estes municípios e possibilitar maior inclusão financeira,” comenta e acrescenta: “não há sentido de uma pessoa ter que andar 20 quilômetros para ir a uma agência bancária, que abre às dez da manhã e fecha às quatro da tarde, ou sair do trabalho para fazer isso, sendo que pode fazer as operações 24h por dia nos terminais Saque & Pague.”

Sobre as tendências, o executivo acredita na popularização dos ATMs, com experiência cada vez mais amigável; na evolução da biometria de impressão digital para a facial e na massificação dos terminais com videoconferência. Esse último recurso foi lançado recentemente e permite que os usuários tirem suas dúvidas com um consultor treinado do banco parceiro. “Pode ser um consultor de investimentos, de investimento e crédito imobiliário ou com alguma dúvida a esclarecer,” explica o diretor presidente. Atualmente, esta tecnologia está disponível para os clientes do Banpará, que adotou o modelo de uma agência completamente digital, sem pessoas. “Acreditamos muito nesse modelo.”

O executivo conta ainda que a empresa chegou a fazer 40 operações no mesmo terminal para um banco parceiro. “A ponto de emitir um cartão instantaneamente para o cliente desse banco. É possível reemitir o cartão ou abrir a conta corrente e na hora sair com o cartão ativo, endossado no nosso equipamento,” salienta Luz.

Segundo Luz, como, praticamente, 100% da população brasileira tem acesso a um telefone celular e a grande maioria a smartphones, a empresa desenvolveu a interface de navegação próxima à experiência que existe no celular. “A pessoa navega como se estivesse usando um telefone, com telas amigáveis.”

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top