Crédito de: freepik.com

Cooperação técnica entre CPQD e Fenasbac focará inovação do sistema financeiro

Acordo prevê o desenvolvimento de projetos e parcerias com empreendedores, startups e pequenos negócios
Impulsionar o ecossistema de inovação brasileiro – principalmente o relacionado ao sistema financeiro -, por meio da aplicação de tecnologias e modelos de negócio que tragam benefícios para a sociedade e para o país. Esse é o principal objetivo do acordo de cooperação técnica firmado no início da semana (9) entre o CPQD – Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações – e a Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central – Fenasbac, que prevê o desenvolvimento de projetos de inovação e parcerias com empreendedores, startups e pequenos negócios em áreas de interesse comum.
A Fenasbac e CPQD já participam, há alguns anos, de algumas iniciativas conduzidas dentro do ecossistema de inovação do setor financeiro. É o caso do LIFT Lab – Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas, criado em 2018 pelo Banco Central em conjunto com a Fenasbac com a finalidade de fomentar a inovação do sistema financeiro nacional.
“Com esse acordo de cooperação técnica, iremos colocar à disposição dos parceiros da Fenasbac, atuais e futuros, nossos ativos tecnológicos, competências e capacidade de captar recursos de fomento à inovação, para o desenvolvimento de projetos voltados à transformação digital do sistema financeiro”, afirma Sirlene Aveiro Honório, diretora de Vendas e Desenvolvimento de Mercado do CPQD. Entre os ativos tecnológicos disponíveis, Sirlene menciona a plataforma iD, solução de identidade digital descentralizada baseada em blockchain, a Biometria de Voz, que aumenta a segurança do processo de autenticação de usuários, e a plataforma Pailot, que combina recursos de Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (IA).
Além disso, o CPQD dispõe de serviços de consultoria e elaboração de planos estratégicos de tecnologia para empresas de vários setores – inclusive o financeiro. “O CPQD pode ainda apoiar empresas e fintechs no desenvolvimento de soluções tecnológicas destinadas a atender demandas específicas do setor, utilizando recursos da EMBRAPII, da qual é uma unidade credenciada”, acrescenta Sirlene.
A Fenasbac, por sua vez, tem impulsionado o ecossistema de inovação brasileiro, por meio de um conjunto de laboratórios de inovação alinhados à agenda estratégica estabelecida pelo Banco Central – LIFT Lab, LIFT Learning e LIFT Challenge Real Digital -, além de programas de aceleração com importantes instituições do mercado financeiro, como Mercado Bitcoin, Banco do Brasil, Núclea, Sicredi, Cartões Elo, Tecban e Sinqia.

“Hoje contamos com mais de cem startups e parceiros no ecossistema de inovação que temos desenvolvido desde 2017. Poder contar novamente com o CPQD vai impulsionar novas iniciativas importantes para o desenho do futuro do sistema financeiro nacional”, ressalta Rodrigo de Azevedo Henriques, diretor de Inovação da Fenasbac.

(Fonte: Assessoria de imprensa) 

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
CMN e BC aprovam medidas para amenizar os efeitos da calamidade pública no RS
O Banco Central monitorará continuamente o funcionamento da intermediação financeira na regiãoEm reunião extraordinária no...
TOP 6
Competição voltada às tecnologias para finanças sustentáveis abre inscrições
Quinta edição do G20 TechSprint foi lançada pelo Banco Central (BC) e o Centro de...
TOP 6
Celcoin adquire startup especializada em regulação bancária e fiscal
Reg+ representa a quarta aquisição em dois anos, e reforça o investimento da empresa em...
TOP 6
Programa Celular Seguro é desconhecido por 40% da população, aponta pesquisa
Levantamento encomendado pela Febraban mostra que 29% dos entrevistados não estão interessados na plataformaAté o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top