Brasil tem 771 fintechs, quase 30% a mais em um ano

Brasil tem 771 fintechs, quase 30% a mais em um ano

Por Edilma Rodrigues

O número de fintechs e iniciativas de eficiência financeira no Brasil saltou de 604 em junho de 2019 para 771 em agosto deste ano, crescimento de quase 28%, de acordo com a 9ª edição do Radar Fintechlab. O cofundador do FintechLab, Fábio Gonsalez, chama a atenção para o elevado número de novas iniciativas presentes nesta edição. Das 771 empresas, 270 delas, ou seja; cerca de 35%, não constavam na versão anterior do relatório. 

“É um forte indício de que são startups que possuem menos de um ano de existência. Isso comprova mais uma vez que o ecossistema continua encontrando oportunidades para melhorar serviços e criar soluções novas muito fortemente influenciadas pelos avanços regulatórios como o open banking e o PIX, por exemplo”, diz.

Fintechs de pagamento são as que mais crescem

Das diversas modalidades de fintechs, as de pagamentos foram as que mais cresceram, mantendo sua posição como principal motor de crescimento do ecossistema fintech brasileiro. Elas somam 190 empresas contra as 151 da edição anterior, 26% de aumento no número dessas startups.

As iniciativas de gestão financeira ocupam a segunda posição no ranking, com 122 fintechs, ultrapassando as startups especializadas em empréstimos (114), tradicionais detentoras desta classificação. 

O também cofundador do FintechLab, Marcelo Bradaschia, comenta que o significativo volume de novas fintechs detectadas pode sinalizar a consolidação de uma segunda onda de startups financeiras surgindo, em busca de se adaptar ao novo ambiente de negócios que está prestes a ser iniciado.

“Ao estabelecer o open banking as autoridades reguladoras empoderam ainda mais o consumidor que se torna proprietário absoluto dos seus dados. Por outro lado, se criam oportunidades de ampliação da colaboração entre instituições financeiras tradicionais e fintechs enquanto os pagamentos instantâneos popularizam ainda mais as soluções tecnológicas como facilitadoras das vidas das pessoas. Todo este ambiente permite construir modelos nunca utilizados e representa oportunidades que certamente produzirá cada vez mais fintechs para aproveitá-las”, afirma.

O FintechLab explica que o total de 771 compreende a soma de fintechs propriamente ditas e plataformas dedicadas à eficiência financeira. “O trabalho considera como fintechs as empresas ou iniciativas que trazem novas abordagens e modelos de negócios em serviços financeiros e são escaláveis principalmente através de tecnologia. Já as iniciativas classificadas como de eficiência financeira são organizações que atuam por meio de bureaus de informações, soluções de prevenção à fraude, biometria, blockchain, analytics, além de outras tecnologias e serviços que apoiam e trazem maior agilidade e praticidade ao mercado financeiro,” finaliza.

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top