Brasil deve fechar 2024 como a 8ª maior economia do mundo, estima FMI

Segundo dados preliminares, o Brasil deve crescer 2,1% no ano e ultrapassar a Itália no ranking global do PIB
O Brasil deve subir uma posição e fechar 2024 como a 8ª maior economia do mundo, estima o Fundo Monetário Econômico (FMI), em ranking elaborado por Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating. O cálculo se baseia no valor corrente do PIB e nas projeções do FMI para as principais economias globais.
Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o PIB brasileiro no primeiro trimestre cresceu 0,8% com alta no consumo das famílias e do setor de serviços. Os investimentos e o agro também subiram.
Segundo dados preliminares, o Brasil deve crescer 2,1% no ano com valor corrente de US$ 2,331 trilhões. A estimativa é que o país ultrapasse a Itália e fique na oitava posição no fim de 2024.

Ranking

País

Projeção para 2024

Estados Unidos

28.781,10

China

18.532,60

Alemanha

4.591,10

Japão

4.110,50

Índia

3.937,00

Reino Unido

3.495,30

França

3.130,00

Brasil

2.331,40

Itália

2.328,00

10º

Canadá

2.242.20

11º

Rússia

2.056,80

12º

México

2.017,00

13º

Austrália

1.790,30

14º

Coreia

1.760,90

15º

Espanha

1.647,10

Fonte: FMI – World Economic Outlook Apr24 / Elaboração: Austin Rating
Em 2023, o Brasil cresceu e voltou a figurar entre as 10 maiores economias do planeta. As estimativas do Fundo apontam ainda que o Brasil seguirá como oitavo no ranking global até 2029, último ano para o qual o Fundo traça projeções.
Os dados apontam para uma melhora da expectativa, já que em 2023, era esperado que o Brasil atingisse a oitava posição em 2025.
Outro país que deve crescer no ranking será a Índia, que ultrapassará a Alemanha como terceiro maior PIB do mundo em 2027. As projeções do FMI foram divulgadas em abril. A alta de 0,8% do PIB coloca o Brasil em 17º lugar em comparação com o avanço da atividade econômica de 53 economias. O resultado divulgado pelo IBGE colocou o Brasil à frente Estados Unidos, Alemanha, França e Reino Unido, país que integram as dez maiores economias do mundo. O país que mais cresceu no período foi Israel, com alta de 3,4%, seguido pela Turquia, com 2,4% no trimestre.
A nação com o pior desempenho foi a Nigéria, que recuou 16,1% no período. A cara acentuada ficou distante do segundo país com o pior desempenho, a Dinamarca, com redução de 1,8%.

(Fonte: Exame)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Patex lança ecossistema de tokenização de Ativos Reais na América Latina
Nova infraestrutura blockchain promete transformar a economia regional e abrir portas para novos investimentos.A Patex,...
TOP 6
Banco BV passa a oferecer solução completa em Seguros para atacado
Parceria com Lockton possibilita a exploração de novos setores para concessão de créditoO banco BV,...
TOP 6
BTG Pactual será dealer da Circle no Brasil para distribuição de criptos
O objetivo é fazer mais parcerias, inclusive com desenvolvedoresPor Cláudia Mancini*A Circle, criadora do ecossistema...
TOP 6
Estudo aponta Itaú, Bradesco e Skol como marcas mais valiosas do Brasil
Drogasil, Porto, PagBank e Nubank apresentaram os maiores crescimentos do ranking, que teve ainda a...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top