Zero é o nível de tratamento dos dados para LGPD em 25% das empresas

Zero é o nível de tratamento dos dados para LGPD em 25% das empresas

Tags:

Por Edilma Rodrigues

Diagnóstico da ACSoftware, empresa de tecnologia e serviços para gestão de TI e segurança da informação, apura uma situação preocupante: em 25% das empresas pesquisadas não são realizados qualquer tipo de tratamento dos dados, ou seja, o nível é zero para este quesito. O estudo, feito com 62 empresas de médio e grande porte, também constatou que apenas 19% das companhias iniciaram trabalhos de adequação e outros 20% não têm o conhecimento necessário sobre a aplicação da nova lei de proteção de dados pessoais. 

Para o diagnóstico, a ACSoftware aplicou questionários e entrevistas a equipes destacadas nas empresas para responder pela adequação à LGPD e verificou que as ações de segurança por parte delas apresentaram a melhor resposta, com 45% das organizações com ações efetivas e uso de serviços e tecnologias para a segurança dos dados. “As empresas que possuem trilhas de auditoria de segurança representam 30% do total”, explica nota enviada à imprensa.

Segundo o VP de vendas e marketing da ACSoftware, Dyogo Junqueira, o diagnóstico permitiu chegar a uma visão sobre como as empresas estão se comportando diante da necessidade da adequação às novas regras. “Encontrar um quarto das empresas, 25%, que não possuem quaisquer ações para tratamento dos dados chama a atenção para uma situação muito preocupante. Esperávamos encontrar uma baixa resposta a partir do diagnóstico, mas este item, de fato, nos pegou de surpresa. Acreditamos que a divulgação deste número sirva de alerta para as companhias que necessitam se adequar à LGPD, que já está em vigor e exige muita atenção das empresas e de seus gestores,” comenta o executivo. 

A metodologia do diagnóstico para LGPD 

O diagnóstico aplicado pela ACSoftware inclui a análise do nível de conhecimento e tratamento de dados, inventário de ferramentas de software e identificação dos artigos da lei aos quais as organizações empresariais conseguem se adequar a partir das tecnologias que já possui e aponta as que estariam faltando. “O primeiro passo para a adequação é as empresas conhecerem os dados que estão em seu poder e como devem realizar o manuseio das informações pessoais de seus clientes. Os números revelados pelo nosso diagnóstico apontam que as empresas ainda têm um longo caminho a percorrer”, finaliza Dyogo Junqueira.

Mais informações: www.acsoftware.com.br/lgpd 

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).