Tags: ,

Visa engrossa volume de aquisições de startups com a compra de fintech de APIs


Por Edilma Rodrigues

A Visa assinou acordo definitivo para adquirir a YellowPepper, fintech que oferece um conjunto de APIs para permitir que emissores, processadoras e governos realizem de maneira rápida diversos fluxos de pagamento por meio de uma única conexão. A aquisição parte da parceria estratégica e de investimento firmada pela Visa com a YellowPepper em maio de 2018. O objetivo da empresa é acelerar sua estratégia em se transformar na “rede das redes”. 

“A tecnologia da YellowPepper, que funciona como um ‘adaptador universal’, será a chave para construirmos essa estratégia, nos transformando em um ponto único de acesso para iniciar qualquer tipo de transação e permitindo o movimento seguro do dinheiro”, assinala o presidente regional da Visa América Latina e Caribe, Eduardo Coello. 

Vale mencionar que as fusões e aquisições de startups continuam em ritmo acelerado. Segundo matéria publicada pelo Estadão, com dados do Distrito, até setembro, foram realizadas 100 operações destas operações no Brasil, um recorde. Para se ter uma ideia, em 2019, foram 63 e, em 2018, 27.

De acordo com a Visa, a tecnologia da YellowPepper vai reduzir o time-to-market (tempo de chegada ao mercado) de emissores e processadoras, e os custos para acessarem soluções inovadoras e interoperáveis, independentemente de quem opera, ou seja, proprietário das trilhas de pagamento. E, segundo Coello, a aquisição fortalece a trajetória de crescimento de negócios da empresa na América Latina e Caribe. 

“A aquisição irá acelerar a habilidade da Visa em criar soluções de pagamentos digitais inovadoras e acessíveis que empoderam consumidores e empresas, permitindo que prosperem social e economicamente,” reforça o executivo.

Além disso, a YellowPepper vai facilitar uma integração mais fácil ao Visa Direct, a plataforma de pagamentos em tempo real da Visa, ao Visa B2B Connect, rede de pagamento – não baseada em cartão – entre países e empresas, além de serviços de valor agregado. 

Juntas, as empresas irão expandir a habilitação de produtos e serviços digitais, proporcionando experiências diferenciadas e seguras para todo o ecossistema, além de aumentar novos fluxos de volume e transações. Por exemplo, no começo deste ano, a Visa e a YellowPepper habilitaram a primeira plataforma de pagamento em tempo real no Peru ao desenvolver o PLIN, uma solução P2P com Scotia Bank, BBVA e Interbank. Ao combinar as capacidades do Visa Direct com as ferramentas patenteadas da YellowPepper como o Diretório Alias, o perfil da identidade do cliente e ferramentas de roteamento inteligente, consumidores podem usar seu e-mail, número de telefone ou outras credenciais pessoais para transferir dinheiro pelo seu banco, usando a opção de pagamento de sua escolha.

A YellowPepper continuará a fornecer comercialmente suas soluções agnósticas, com o CEO Serge Elkiner na liderança da equipe na empresa. A transação está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições habituais de fechamento, e deve ser concluída nas próximas semanas.

Com informações da assessoria de imprensa e Estadão


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).