Tags: ,

Quase 70% dos consumidores vão substituir o dinheiro por pagamentos digitais para sempre


Por Edilma Rodrigues

Em todo o mundo, quase sete em cada dez consumidores dizem que a substituição do dinheiro pelos pagamentos digitais provavelmente será permanente. Quase metade deles planeja usar menos dinheiro, mesmo depois que a pandemia acabar, segundo pesquisa da Mastercard. Na América Latina, desde o início da pandemia, dois terços dos entrevistados dizem que estão usando menos dinheiro ou, não usando. 53% dos brasileiros e 41% dos mexicanos e colombianos dizem que planejam usar menos dinheiro. Quando perguntados sobre as mudanças que acreditam que tenham vindo para ficar, 85% dos colombianos, 69% dos mexicanos e 63% dos brasileiros citaram pagamentos por aproximação. 

A vice-presidente de produtos e inovação na Mastercard Brasil e Cone Sul, Ana Paula Lapa, afirma que a América Latina está na vanguarda da transformação digital e que os consumidores da região são altamente conectados e adotam rapidamente as novas tecnologias.

O levantamento ouviu 6.750 adultos com mais de 18 anos em 15 países: Alemanha, Austrália, Brasil, China, Colômbia, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Japão, México, Reino Unido e Rússia, entre 27 de abril a 17 de maio de 2020.

Pagamentos online superam os físicos

Segundo a empresa, à medida que os comportamentos de pagamento evoluem, percebe-se aumento acentuado no comércio eletrônico. “o comércio eletrônico é uma parte crescente dos negócios da Mastercard há muitos anos, mas, no primeiro trimestre de 2020, os pagamentos online superaram pela primeira vez os pagamentos nas lojas físicas, com 41% dos consumidores dizendo em geral que comprarão mais online nas próximas duas semanas, em comparação com as duas últimas semanas.”
Na América Latina, 54% dos colombianos, 52% dos brasileiros e 46% dos mexicanos pretendem comprar mais online. Essa tendência comportamental também é confirmada pelos dados de transações da Mastercard.

Aumento da tokenização

O MDES (Mastercard Digital Enablement Service) transforma números de cartões em tokens (tokenização) que se tornam inúteis para os fraudadores e elimina a frustração de atualizar manualmente as informações do cartão. “A Mastercard continua acrescentando parceiros de todo o ecossistema, incluindo o Mercado Livre/Mercado Pago, PayPal e Didi (99) para oferecer essa segurança em grande escala,” informa a empresa em comunicado.

“A pandemia levou muitos consumidores a fazer sua primeira compra online, iniciando um novo hábito de pagamento que eles nos dizem que veio para ficar. Aproximadamente 70% dos cartões na região já estão habilitados para MDES e estamos vendo um aumento significativo no número de transações sendo tokenizadas. Esse crescimento gera um efeito cascata em todo o setor, resultando em tranquilidade para os consumidores e redução de fraudes para comerciantes e emissores,” assinala Ana Lapa.

Mastercard fecha parcerias para impulsionar o “digital-first” 

Para a empresa, mesmo antes da pandemia, os dispositivos móveis eram sua principal fonte de comunicação, informação e, cada vez mais, de comércio. Assim, em vez de simplesmente oferecer suporte a cartões físicos com experiências digitais, a Mastercard foca em projetar produtos 100% digitais, com o cartão físico passando a ser opcional. “Firmamos recentemente uma parceria com a varejista multinacional chilena Falabella para inovar ainda mais a experiência digital, fornecendo um cartão de crédito digital first para ser usado com a FPay, a carteira digital lançada recentemente pela Falabella, ou o aplicativo do Banco Falabella,” explica a empresa em nota.

Aumento de 40% nas parcerias com fintechs

Durante o primeiro trimestre de 2020, a Mastercard aumentou em 40% suas parcerias de negócios com fintechs em vários mercados da região. Mais recentemente, a empresa firmou parceria com os facilitadores de fintechs Tutuka e Galileo, para expandir suas capacidades digitais em toda a região e acelerar a implementação de programas prioritariamente digitais na LAC. “O aumento da demanda por serviços bancários abertos e do consumo por pagamentos digitais impulsionou um crescimento sem precedentes das fintechs na América Latina. O design de produto digital da Mastercard e o programa Accelerate, centrado nas fintechs, nos tornam o parceiro preferido das principais da região, como Nubank, Klar, Creditas e Ualá,” afirma a companhia. 

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).