Open Banking: segurança é palavra de ordem no processo

Open Banking: segurança é palavra de ordem no processo


Já falamos que para a população em geral o open banking é uma oportunidade de inclusão e benefícios para o consumidor final. Para as empresas, uma oportunidade de educação e evangelização do mercado a este respeito. 

Mas, nessa corrida, é preciso proporcionar não apenas boas experiências como segurança. É o que constatou a quarta edição da pesquisa “A experiência dos clientes dos principais bancos brasileiros”, realizada pela Akamai/Cantarino Brasileiro em março deste ano. 

A segurança e o fato da instituição nunca ter sofrido um vazamento de dados foi o segundo

critério mais importante para a escolha de um banco, segundo os dados coletados. Mais de 62% dos respondentes escolheram essa opção, ficando atrás apenas de “melhores tarifas”. 

No sentido contrário, a segurança também foi critério decisivo na hora de trocar de instituição, quando 49% dos entrevistados afirmaram que a falta dela poderia levá-los a essa mudança. 

Os números são um alerta não apenas para os bancos tradicionais, mas para todas as empresas que estão se inserindo na corrida pelo cliente, pois mostra o quanto o usuário final está mais atento a fatores como o uso de seus dados e sua proteção.


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).