Em três meses novo sistema de boletos reduz circulação de R$ 5,1 bi em espécie

Em três meses novo sistema de boletos reduz circulação de R$ 5,1 bi em espécie


Três meses após o início do seu funcionamento, a Nova Plataforma de Cobrança, que corresponde ao novo sistema de emissão e pagamento de boletos, criado pelos bancos foi responsável pela redução da necessidade de saques de dinheiro em espécie na ordem de R$ 5,1 bilhões. A informação é da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e foi divulgada em reportagem da Agência Brasil.

A economia no uso de dinheiro em espécie foi obtida com 50 milhões de boletos que, no período de dezembro de 2018 a fevereiro deste ano, foram pagos em uma instituição financeira diferente daquela em que foi emitido o boleto.

O total é equivalente a 65% dos documentos pagos, nesse período, após a data de vencimento. Antes da Nova Plataforma, uma conta vencida só poderia ser quitada na própria instituição financeira destinatária (emissora do boleto), o que exigia o saque em dinheiro para pagamento.

A estimativa da Febraban é que, em 2019, 6,6 bilhões de boletos sejam registrados na Nova Plataforma e mais de 25 bilhões de operações sejam realizadas, considerando o desempenho dos três primeiros meses de plena operação do sistema.

A federação acredita que os investimentos de R$ 500 milhões feito pelos bancos para criar a plataforma vai eliminar o equivalente a R$ 450 milhões em fraudes por ano.

Segundo a Febraban, a adulteração do código de barras nos boletos de pagamento, fraude mais frequente aplicada nos pagamentos com boletos, foi inviabilizada com a Nova Plataforma, que facilita a conferência de dados de pagamento e alerta para inconsistências.

Fonte: Agência Brasil Brasília

Participe do Payment View e saiba tudo sobre tema! Último dia com 30% OFFInscreva-se!!


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).