BC testa infraestrutura tecnológica de pagamentos instantâneos

Por Edilma Rodrigues

Depois de anunciar, na segunda-feira (02), a criação do grupo de trabalho que deve propor até 30 de abril a estrutura de governança do open banking no Brasil, o Banco Central anunciou ontem (05) o início dos testes da infraestrutura tecnológica do PIX – sistema de pagamentos instantâneos brasileiro. A partir de agora, o BC testa de forma permanente as funcionalidades da base de endereçamento (DICT) e a conectividade à plataforma de liquidação (SPI).

“Instituições que participarão do PIX já estão testando junto ao BC as funcionalidades da base de endereçamento, infraestrutura que permitirá que o pagamento seja feito de um jeito mais prático, com uso de apelidos (tecnicamente chamados de chave de endereçamento),” explica o regulador. Por enquanto estão sendo usados dados fictícios de clientes.

Também estão em andamento os testes de conectividade com a plataforma que vai permitir a liquidação dos pagamentos em poucos segundos. Na prática, o procedimento representa o primeiro passo da implantação da Interface de Comunicação (ICOM), infraestrutura tecnológica necessária ao funcionamento do serviço. 

De acordo com Lilian Holmes, do departamento de operações bancárias e de sistema de pagamentos do BC, os testes de conectividade contemplam a primeira troca de mensagens de comunicação entre os participantes e o SPI – Sistema de Pagamentos Instantâneos. “E permitirão a validação dos processos de assinatura e de autenticação dos participantes de acordo com os padrões especificados. As demais funcionalidades do SPI serão disponibilizadas de forma gradual para testes preliminares dos potenciais participantes”, afirma.

Nesses testes, os participantes simulam as funcionalidades de registro como exclusão e consulta de apelido – número de telefone celular, e-mail, CPF/CNPJ, a criação e a assinatura de mensagens, autenticação de canal e verificação de assinaturas (e mensagens) recebidas.

Os testes são permanentes e estão disponíveis em um ambiente de homologação para todas as instituições que forem participar do PIX, seja de forma obrigatória ou opcional.

width=750

Em abril começam testes voluntários de liquidação

“O próximo passo será disponibilizar o SPI para a realização de testes voluntários de liquidação, que estão previstos para ocorrer em abril”, revela Renan Bonfim, também do Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos.

De acordo com ele, o maior desafio tecnológico é desenvolver um sistema que opere 24 horas, nos sete dias da semana, com processamento das transações de ponta a ponta em poucos segundos e com alta capacidade para atender a demanda dos usuários com um elevado nível de segurança.

Comunicação em ambiente seguro

Alexandre Vallerão, do departamento de tecnologia da informação do BC, explica que a comunicação entre os participantes ocorrerá em um ambiente seguro em função do uso de certificados digitais para criptografia e autenticação. “A Rede do Sistema Financeiro Nacional (RSFN), que será usada como meio de transmissão das ordens de pagamento, garante um nível de isolamento adequado aos elementos mais críticos do SPI. Além disso, o sistema utilizará um padrão de mensageria internacional, o ISO20022, que também é novidade para a maior parte do Sistema Financeiro Nacional (SFN). Ou seja, será necessário um período de adaptação de todos.”

24×7
A partir de um simples toque no celular, o PIX permitirá a realização de pagamentos e transferências de forma rápida, intuitiva e segura, a qualquer dia do ano, sem limite de horário, e com o dinheiro imediatamente disponível para o recebedor. O serviço, cuja marca foi lançada em fevereiro, entrará em operação em novembro. Saiba mais aqui.

Fonte: Banco Central do Brasil

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top