nota3

Banco Votorantim investe US$ 6 mi em fintech de IA para antecipar recebíveis

Por Edilma Rodrigues

O Banco Votorantim acaba de anunciar investimento de US$ 6 mi na fintech WEEL, especializada em antecipação de recebíveis. Pelo acordo, o banco entra com funding e sua estrutura de capital, e a WEEL com a inteligência de dados e sofisticado modelo de análise. A tecnologia analítica da startup propicia a empresas acesso a capital de giro a custo mais baixo que em operação convencional e com menor risco de inadimplência. O investimento, feito após identificação de diversas frentes de sinergia entre as duas companhias, também contou com a Monashees e a Mindset Ventures.

Com a parceria, o Banco Votorantim vai otimizar limites de crédito com a antecipação de recebíveis para, por meio de um novo canal de distribuição, aumentar seu potencial de atuação no segmento de pequenas e médias empresas. De acordo com o CEO da WEEL, Simcha Neumark, a nova retaguarda oferecida pelo Banco Votorantim acelera ainda mais as taxas de crescimento da empresa – atualmente na média de 31% mês a mês – e propicia a ampliação de investimentos na área de ciência de dados. Além do importante aporte financeiro, a parceria com o Banco Votorantim é mais um passo importante para a WEEL em sua missão de melhorar significativamente o cenário de crédito para PMEs brasileiras, assinala o CEO.

O diretor de corporate e banco de investimento do Banco Votorantim, Ricardo Abrahão Fajnzylber, assinala que a instituição acredita na diversificação e na transformação digital para oferecer as melhores soluções a clientes atuais e potenciais. “Ao nos aliarmos a uma fintech como a WEEL, que permite a antecipação do recebimento de receitas de forma automatizada, prática e com baixo risco, damos mais um passo no sentido de oferecer melhores produtos, serviços e experiência ao cliente, explica Fajnzylber.

A nota das empresas à imprensa aponta ainda, como benefício, a substituição pelo banco de seu sistema de checagem e monitoramento de duplicatas, passando a adotar a plataforma da WEEL para a melhoria de performance e escalabilidade.

A plataforma também permite que, em poucos minutos, de forma intuitiva, o interessado simule a operação de antecipação do recebível, verifique as taxas e obtenha a aprovação. Isso porque a fintech emprega tecnologia analítica aplicada ao ambiente de Big Data – com 15 mil pontos simultâneos de consulta – e conta com algoritmos exaustivamente testados para a valoração dos ativos. Deste modo, “a taxa média de inadimplência é inferior a 1% sobre o valor de face das faturas resgatadas. Esta é uma marca histórica no Brasil, cuja média de inadimplência no setor varia de 4% a 5%,” informa a nota à imprensa.

Com informações da assessoria de imprensa

Se interessou por este conteúdo? Saiba mais e participle do AI View 2019, o evento mais relevante de Inteligência Artificial da atualidade, acessando o site: http://aiview.com.br

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top