Banco Central suspende Lift Lab 2023 por tempo indeterminado

Nove projetos foram escolhidos para o programa de inovação financeira deste ano
Por Cláudia Mancini* (via site parceiro Blocknews)
Um total de nove projetos foram escolhidos para a edição de 2023 do Lift Lab, o programa de inovação financeira do Banco Central (BC) e da Federação Nacional dos Servidores do BC (Fenasbac). No entanto, o BC informou essa semana que “devido a limitações operacionais e de recursos humanos, o corrente Lift Lab está suspenso por tempo indeterminado. O novo cronograma para o desenvolvimento dos nove projetos selecionados será comunicado oportunamente”. O programa já ganhou prêmios internacionais de inovação financeira.
O anúncio aconteceu um dia depois de o Banco Central anunciar que a fase de testes do real digital também vai atrasar. Isso porque o cronograma do atual piloto previa que fossem até fevereiro ou março de 2024, com o começo do lançamento do Drex no final do ano. Mas, agora, a previsão é que os testes terminem em maio do próximo ano. Fabio Araujo, coordenador do programa do Drex, disse que o atraso se deve à entrada de mais participantes e à questão de privacidade nas transações. Aliás, privacidade é um dos principais focos do piloto atual do Drex e é um desafio clássico em blockchain.

Pressão por reforços

Além do Lift, que tem vários programas, o BC está tocando outros projetos de inovação como Pix, Open Finance e Drex. E em meio a isso, servidores estão se manifestando a favor de novo concurso para contratação de mais profissionais, porque afirmam que o quadro é limitado e caiu nos últimos anos. Além disso, pedem um novo plano de carreiras para terem equiparação com outras instituições federais. Houve inclusive greves com base nessas demandas.
De acordo com o BC, “caberá ao Comitê Gestor do Lift, composto por representantes das diferentes áreas do BC, avaliar e replanejar o portfólio das iniciativas em curso, frente a outras entregas institucionais para a sociedade”.

Lift em números

Até agora, 256 propostas de projetos foram submetidas ao Lift desde a primeira edição. Disso, 91 passaram na seleção e 76 projetos chegaram ao final ao longo desses 5 anos, sendo que 37% dos projetos finalistas do Lift Lab receberam investimentos do setor privado durante ou logo depois da aceleração, totalizando um montante superior a R$ 400 milhões.
Nesse contexto, foram realizadas ainda 28 lives com 71.312 views; 12 projetos desenvolvidos para educação de profissionais para atuação na indústria financeira (Lift learning); cinco edições da revista com resultados do projeto e artigos técnicos sobre Inovações Financeira e Tecnológica (Lift Paper) e cinco edições do evento de apresentação de resultados (Lift Day).

(Fonte: site parceiro Blocknews)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
CMN e BC aprovam medidas para amenizar os efeitos da calamidade pública no RS
O Banco Central monitorará continuamente o funcionamento da intermediação financeira na regiãoEm reunião extraordinária no...
TOP 6
Competição voltada às tecnologias para finanças sustentáveis abre inscrições
Quinta edição do G20 TechSprint foi lançada pelo Banco Central (BC) e o Centro de...
TOP 6
Celcoin adquire startup especializada em regulação bancária e fiscal
Reg+ representa a quarta aquisição em dois anos, e reforça o investimento da empresa em...
TOP 6
Programa Celular Seguro é desconhecido por 40% da população, aponta pesquisa
Levantamento encomendado pela Febraban mostra que 29% dos entrevistados não estão interessados na plataformaAté o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top