Crédito: Freepik.com.br

Aporte em startups cresce 40%; fintechs têm redução de 48% em janeiro

Brasil recebeu 70% dos investimentos na América Latina e 58% do número de rodadas
Segundo levantamento mensal da Sling Hub, 2024 começou com crescimento no volume de dinheiro injetado nas startups no Brasil e na América Latina. De acordo com o report, foram 52 rodadas registradas no mês passado, totalizando US$ 438 milhões no contexto LatAm e US$ 305 milhões somente em investimentos para startups brasileiras. Fazendo o recorte apenas para o Brasil, o crescimento foi de 321% em relação a dezembro do ano passado, e de 40% ano sobre ano. Para a América Latina, o aumento foi de 35% em comparação ao mês anterior, mas uma queda de 8% no YoY. 
Setor famoso por sempre puxar o bonde do venture capital na América Latina, em janeiro as fintechs viram o volume cair em 48%, de US$ 272M em 2023, para US$ 124M em 2024. Entretanto, como a segunda maior rodada do mês – a maior se falarmos exclusivamente de equity, está a Conta Simples, que fechou uma série B de US$ 41 milhões (R$ 200 milhões) com a Base10.
O CEO da Sling Hub, João Ventura, destaca que o número de rodadas diminuiu, mas o ganho veio no tamanho dos cheques, que estão voltando a ter valores um pouco mais elevados. “Se por um lado o número de rodadas caiu na comparação ano a ano, tanto no mercado latino-americano quanto no Brasil (37% e 32%, respectivamente), a movimentação de valores se saiu um pouco melhor”, pontuou o executivo, em comunicado.
O Brasil representou 70% do volume de investimentos na América Latina e 58% do número de rodadas, acompanhado da Argentina e do Chile entre os países que se destacaram. Os destaques do mês, segundo o estudo, são as telecoms e healthtechs, que ofuscaram um pouco o brilho das fintechs. Das startups de telecom, o destaque foi a Elea Digital, que captou US$ 117 milhões em venture debt. Na parte das healthtechs, a recifense Amigo Tech ficou no top 3 de rodadas de janeiro, depois de captar US$ 33 milhões com a Riverwood.

“Fazendo uma retrospectiva dos meses anteriores, fica claro que o desafio de elevar os números segue firme. Por aqui, continuamos acompanhando de perto as movimentações do mercado na expectativa de um ano positivo – e na torcida de que 2024 seja mais afortunado para as startups”, finaliza João Ventura.

(Fonte: Startups.com.br)

Compartilhe

Notícias relacionadas

TOP 6
Inteligência Artificial pode contribuir em até 5,4% do PIB da América Latina até 2030
Segundo relatório da Allianz Trade número fica atrás dos Estados Unidos e Canadá, que devem...
TOP 6
Valid lança primeiro cartão bancário 100% em braille no Brasil
Os cartões já estão disponíveis para os clientes do Banco do Brasil (BB); equipamento inédito...
TOP 6
Embratel amplia solução de conectividade via satélite para fornecer redundância
Serviço de Banda Larga via satélite proporciona uma camada adicional de backup à rede das...
TOP 6
Banco Central publica próximos passos da regulação de criptoativos
A infraestrutura criada para o Piloto com Tecnologia de Registro Distribuído (DLT) passará a testar...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top