Adiq usa BI para se manter competitiva e Adquirência como Serviço

Adiq usa BI para se manter competitiva e Adquirência como Serviço

Por Edilma Rodrigues

A Adiq, empresa de adquirência ligada ao banco BS2, investiu em soluções de business intelligence (BI) e analytics da MicroStrategy para transformar dados brutos da operação em informações estratégicas para a tomada de decisão. A empresa explica que o segmento de meios eletrônicos de pagamento é um dos mais competitivos no país. “Conquistar participação nesse mercado não é uma tarefa fácil para as credenciadoras (ou adquirentes), empresas responsáveis pelo processamento de compras feitas por cartões de crédito e débito em lojas físicas e virtuais,” afirma.

Um dos desafios era otimizar entrega de informações que, antes, era feita de forma manual. “No mundo dos negócios, tempo é dinheiro. Hoje, com o MicroStrategy conseguimos gerar relatórios e dashboards com informações relevantes para os executivos de forma muito mais ágil”, comenta o gerente de planejamento comercial, pricing, BI e analytics da Adiq, Willians Brasil, ressaltando, que a Adiq se transformou em uma empresa orientada a dados. “Também nos beneficiamos com uma gestão de indicadores mais acurada”, acrescenta o gerente.

Adquirência como Serviço

Para tornar sua operação mais eficiente, a companhia de captura, processamento e finalização de pagamentos eletrônicos implantou a área de BI e aprimorou a gestão de indicadores da área comercial e da carteira de clientes. Além de permitir que os subadquirentes, que fazem a intermediação entre o lojista e a adquirente, se pluguem à sua plataforma para incrementar suas soluções e processar pagamentos, a empresa provê um serviço (Adquirência como Serviço). 

Essa solução, voltada para empresas de grande porte que desejam criar suas próprias soluções de pagamento nos ambientes físico e digital, aproveita toda a infraestrutura da Adiq, já certificada e homologada pelas bandeiras. Ela também viabiliza parcerias com empresas que não têm licença para atuar como adquirente, para que possam transacionar e receber pagamentos, instantaneamente, usando a plataforma da própria Adiq.

Business intelligence

O BI é um importante recurso da empresa, ele dá suporte às decisões de todo o time de liderança. A área atende desde o CEO e diretores de operações e comercial, até os gestores de negócios e executivos de vendas. O BI foi implantado, principalmente, para otimizar a gestão de indicadores de performance de vendas e acompanhar a carteira e a rentabilidade dos clientes.

As informações dos relatórios para a área comercial ajudam os gestores da Adiq a visualizar diversas informações, como o quanto cada cliente gera de receita, se a carteira está performando dentro do planejado e se há oportunidades de negócios ou de algumas melhorias junto aos clientes para ajudá-lo a melhorar seus resultados.

Segundo a companhia, um importante ganho relacionado à gestão interna é que, ao analisar os relatórios de KPIs (indicadores de performance), os gestores identificam mais facilmente o que ainda pode ser melhorado. Outro benefício que o BI trouxe à Adiq, continua a empresa, foi otimizar a gestão do time interna de processamento de chargeback, que são os cancelamentos de vendas feitas com cartão de débito ou crédito devido ao não reconhecimento da compra por parte do titular do cartão ou mesmo pela transação não estar de acordo com as regras e premissas das administradoras de cartões. Anteriormente, esses dados ficavam em planilhas. 

Dados com zero clique

A área de BI também está usando a solução HyperIntelligence, da MicroStrategy, que permite aos usuários receber informações antes mesmo de solicitá-los. Ela mostra, automaticamente e sem a necessidade de cliques pelo usuário, informações essenciais, em formato de cartões, na própria tela da aplicação em uso, para que a tomada de decisão seja mais rápida e eficaz. A tecnologia está rodando como uma PoC (prova de conceito) na área de BI, mas a ideia expandir seu uso para os executivos de vendas.

Futuro: BI para o cliente

A Adiq planeja, em breve, implementar um serviço de valor agregado para os subadquirentes. A ideia é aproveitar as informações que a empresa já tem desses clientes e dar visibilidade disso para ajudá-los a melhorar suas estratégias de vendas. Os dados vão mostrar qual segmento de mercado a empresa é mais forte, qual é o segmento ou grupo de empresas mais propensos a aceitar o seu produto, entre outros insights. “Queremos ter um papel consultivo com os clientes. Será, de fato, um diferencial”, aponta Brasil.

Segundo o gerente, este é um projeto piloto que está em andamento em alguns clientes. A meta da Adiq é rodar, até dezembro deste ano, os testes para validar a viabilização do serviço (MVP) e lançá-lo em 2021.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top