nota8

Aconteceu na semana

Prazo para saque de cotas do PIS/Pasep termina sexta (28)

Cotistas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público têm até sexta-feira (28) para sacarem os benefícios fora dos critérios estabelecidos em lei. Desde junho, trabalhadores cadastrados em um dos fundos entre 1971 e 4 de outubro de 1988 estão autorizados e receber o saldo disponível nas contas. Com o fim do prazo, os saques voltarão a ser permitidos somente para pessoas com 60 anos ou mais, aposentados, herdeiros de cotistas, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por doenças específicas. Para saber se tem direito ao benefício do PIS e do Pasep, a Caixa Econômica Federal também possibilita a consulta pelo telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No Banco do Brasil, os trabalhadores podem entrar em contato pelos números: 4004-0001 ou 0800-729-0001. As regras para o saque podem ser conferidas aqui.

Fonte: Secretaria Geral da Presidência da República

Cigam e Mercado Pago firmam parceria para aumentar vendas no varejo
27 de setembro

A Rede Cigam, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, RH, PDV, BPM, Mobile e BI), anuncia parceria com o Mercado Pago, fintech de meio de pagamento do Mercado Livre, para disponibilizar seu Código QR em lojas físicas. Com isso, os usuários da plataforma do Mercado Pago, que somam mais de 12 milhões de usuários no app, podem fazer compras diretamente nos pontos de venda que utilizam o ERP Cigam. Para realizar o pagamento é simples: o Código QR será entregue ao cliente junto com a conta na comanda. Então, basta escanear o QR com os apps Mercado Livre/Mercado Pago no celular, escolher Pagar com QR, digitar o valor da comanda e confirmar. Selecionar pagar no cartão de crédito ou com saldo em conta. O comprador depois recebe um e-mail de confirmação com o valor da compra e o nome do estabelecimento. Formas de pagamento: saldo em conta – valor disponível na carteira virtual do Mercado Pago ou cartões de crédito (Visa, Master, Amexpress, Elo, Diners, Hipercard).

Com informações da assessoria de imprensa

Ipea analisa a economia brasileira e apresenta projeções para 2018 e 2019
27 de setembro

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou, nesta quinta-feira (27), a nova edição da Visão Geral da Carta de Conjuntura – seção que apresenta análise da economia brasileira, com projeções para 2018 e 2019. O estudo trimestral, agora prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 1,6% em 2018, 0,1% abaixo da previsão de junho. As projeções para o próximo ano também foram reduzidas no mesmo percentual: foram de 3% para 2,9%. O Ipea manteve em 4,2% o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação, mas reduziu de 4,3% para 4,2% a previsão para 2019.

Fonte: Ipea e Blog da Carta Conjunta

Após 4 meses de queda, juros do cartão de crédito voltam a subir
26 de setembro

Os juros do cartão de crédito voltaram a subir, informou nesta quarta-feira o Banco Central (BC). De acordo com a autoridade monetária, os juros rotativos (aqueles cobrados dos inadimplentes) subiram de 271,4% para 274% ao ano, entre julho e agosto. Essa foi a primeira alta desde março de 2018. O resultado refletiu a elevação média dos juros que as instituições bancárias cobraram de seus clientes em agosto. Quem mais sentiu o impacto foram os clientes que deixaram de pagar integralmente as faturas de seus cartões – ou seja, não cumpriram nem com o pagamento mínimo. Os juros mensais nessa situação passaram de 11,9% para 12%. Em razão da regra dos juros compostos, a alta de apenas 0,1 ponto porcentual já é suficiente para que, após doze meses, os juros alcancem 274%.

Fonte: Veja on-line

Sodexo Benefícios e Incentivos lança tecnologia de pagamentos móvel
26 de setembro

A Sodexo vai lançar, ainda no segundo semestre deste ano, funcionalidade de pagamento móvel (utilizando o celular), que vai funcionar por meio de três tecnologias: NFC (por aproximação), Token e QR Code. Segundo a empresa, o objetivo é facilitar a jornada de compra de seus consumidores nesses dispositivos. O vice-presidente de Produtos, Serviços e Tecnologia da Sodexo Benefícios e Incentivos, Stener Navarro, explica que o lançamento da acompanha os novos hábitos de consumo e o avanço da tecnologia dos meios de pagamento. “Vamos levar mais facilidade e eficiência para o dia a dia das pessoas ao oferecer três maneiras diferentes de finalizar a compra no estabelecimento. Essa é uma inovação que gera economia de tempo e mais segurança no momento da transação”, assinala.

Com informações da assessoria de imprensa

R$ 7 bilhões: vendas de consórcios atingem recorde histórico no BB
25 de setembro

O BB atingiu patamar histórico com a venda de mais de R$ 7 bilhões durante os primeiros oito meses do ano de 2018. O volume representa 81% de todo o montante negociado pela modalidade durante todo o ano passado – com crescimento de 21% sobre o mesmo período de 2017 e de 26% na comparação com mesmo período de 2016. O BB havia fechado o primeiro semestre de 2018 com R$ 5 bilhões em vendas. Assim, nos dois primeiros meses do segundo semestre deste ano, já foram vendidos mais R$ 2 bilhões. Segundo a instituição, o tripé que permitiu este crescimento foi: o foco estratégico e aproveitamento de oportunidade de vendas, observando comportamento de clientes na busca por planejamento financeiros que o produto consórcio oferece; vendas em novos canais alternativos (como aplicativo para celular, por exemplo) e atração de novos públicos a partir de reformulação e desenvolvimento de novos produtos para segmentos específicos, como clientes alta renda ou produtores rurais.

Com informações da assessoria de imprensa

Medidas da CAIXA impulsionam mercado imobiliário
25 de setembro

O mercado imobiliário reagiu de forma positiva ao anúncio da CAIXA de redução de até 0,75 p.p. nas taxas de juros do crédito imobiliário para aquisição de imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Segundo o presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), José Viana, a medida deve estimular o mutuário a assinar novos contratos de financiamento. “Esta notícia vem num momento muito importante porque faz com que as pessoas se entusiasmem em assinar um contrato de longo prazo, como é o caso do financiamento imobiliário.”

As novas taxas de juros da CAIXA para o SFI passaram a valer no dia 24 de setembro. A taxa mínima será de 8,75% e a máxima de 10,25% ao ano, para aquisição de imóvel novo, usado, aquisição de terreno ou ainda construção em terreno próprio. O financiamento é destinado aos imóveis de até R$ 1,5 milhão.

Fonte: Agência Caixa de Notícias

Estão abertas as inscrições para o XIII Seminário Anual de Estabilidade Financeira e Economia Bancária
25 de setembro

Estão abertas as inscrições para o terceiro dia do XIII Seminário Anual de Estabilidade Financeira e Economia Bancária, que acontece nos dias 1º, 2 e 3 de outubro, em São Paulo (SP). O prazo para inscrição se encerra na sexta-feira (28). O encontro reunirá pesquisadores, acadêmicos, representantes de bancos centrais e organismos multilaterais, especialistas do mercado e economistas chefes. Além disso, pela primeira vez, o Relatório de Estabilidade Financeira será apresentado durante o Seminário, como parte da programação do 3º dia, com transmissão ao vivo pelo YouTube. A apresentação será feita pelo diretor de Fiscalização do BC, Paulo Souza. 

Programação
Data: 1º e 2 de outubro de 2018
Horário: das 9h às 17h. Início do credenciamento às 8h50
Local: Sede do BC em São Paulo

Data: 3 de outubro de 2018
Horário: das 9h às 17h. Início do credenciamento às 8h50
Local: Hotel Renaissance, na Alameda Santos, 2233, em São Paulo

Inscrições: https://www3.bcb.gov.br/evnweb-internet/?evento=9760 

Fonte: Bacen

Projeto de lei quer criar autoridade estadual para proteção de dados pessoais
25 de setembro

Um novo projeto de lei da Assembleia Legislativa de São Paulo se propõe a resolver a falta de órgão regulador para Lei Geral de Proteção de Dados. Mas não em âmbito nacional: o PL 598/2018, de autoria do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM), quer criar uma entidade reguladora para o estado. Complementar à LGPD sancionada no mês passado, o projeto foi publicado no Diário da Assembleia no começo do mês e está em tramitação ordinária.

Pelo texto, quase igual ao da lei federal, a entidade paulista deverá fazer as vezes do inexistente órgão nacional – caso, é claro, a proposta siga adiante e a situação federal continue a mesmo. A autoridade fiscalizará a aplicação da LGPD apenas em casos de tratamento de dados na região do estado e “emitirá opiniões técnicas ou recomendações referentes às exceções” previstas na lei. A Lei Geral de Proteção de Dados sancionada pelo presidente Michel Temer trouxe algumas mudanças na forma como as empresas podem lidar com dados em território nacional. Ela exige consentimento da parte dos usuários, transparência nos termos de uso, garantia de que os dados ficarão seguros, entre outras demandas, seguindo a linha da GDPR europeia.

Fonte: Olhar Digital

Número de inadimplentes que pagaram dívidas cresce 4,93% em agosto, a maior alta desde setembro de 2015, mostram CNDL/ SPC Brasil
25 de setembro

Embora a inadimplência atinja 41% da população adulta do país, o volume de consumidores com contas em atraso que conseguiram quitar parte dessas dívidas cresceu 4,93% em agosto no acumulado em 12 meses. Trata-se da alta mais expressiva desde setembro de 2015, quando o crescimento observado fora de 5,8%. Já na comparação mensal, isto é, com entre agosto e julho, o avanço da recuperação de crédito foi de 4,2%. Os dados compõem o Indicador de Recuperação de Crédito mensurado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e é obtido a partir das exclusões de registros de inadimplência mediante pagamento integral da dívida ou renegociação do débito. Outro dado também calculado pelo indicador é o volume de dívidas que são quitadas. Nesse caso, houve um aumento de 2,04% em agosto quando levado em conta o acumulado em 12 meses. Entre todas as dívidas que foram pagas em agosto, 55% são com instituições bancárias, como faturas de cartões de crédito, cheque especial, financiamentos, empréstimos e seguros. O segundo tipo de dívida em atraso que mais foi colocada em dia é com companhias de serviços básicos, como água e luz, que representam 26% do total de pendências quitadas. Em terceiro lugar aparecem as dívidas regularizadas no crediário ou boleto no comércio, com 10%. Já as pendências com empresas de telecomunicação, como contas de telefonia, TV por assinatura e internet, representaram um total de 3% em fevereiro.

Fonte: SPC Brasil

Mercado aumenta estimativa de inflação para 4,28%
24 de setembro

A estimativa de instituições financeiras para a inflação neste ano subiu pela segunda vez seguida. De acordo com pesquisa do Banco Central (BC), divulgada às segundas-feiras, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 4,28%. Na semana passada, a projeção estava em 4,09%. Para 2019, a projeção da inflação também subiu: de 4,11% para 4,18%. Para 2020, a estimativa segue em 4% e, para 2021, passou de 3,92% para 3,97%. A projeção do mercado financeiro ficou mais próxima do centro da meta deste ano, que é 4,5%. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. Já para 2020, a meta é 4% e 2021, 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente). As instituições financeiras revisaram a estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Para 2018, a previsão passou de 1,36% para 1,35% e, para o próximo ano, permanece em 2,5%. A expectativa para a cotação do dólar subiu de R$ 3,83 para R$ 3,90 no fim deste ano, e de R$ 3,75 para R$ 3,80, ao término de 2019.

Fonte: Revista Amanhã

Com hiperconvergência, Banco Votorantim aumenta desempenho de ambiente de TI em 30%
21 de setembro

O Banco Votorantim investiu, em janeiro deste ano, na compra de dez máquinas Nutanix para testar a hiperconvergência em sua infraestrutura. Implementadas em 250 servidores físicos em um ambiente de não produção, que representa 4% de seu data center, os dez nós de hiperconvergência trouxeram aumento de 30% no desempenho e reduziu pela metade o tempo de entrega de servidores virtuais do ambiente migrado. A iniciativa fez parte do plano de atualização da infraestrutura do banco, que comparou outras três plataformas antes de implementar a solução da Nutanix, que buscou na hiperconvergência ter o equilíbrio entre a infraestrutura tradicional e a nuvem pública. Dessa forma, o Votorantim esperava simplificar e agilizar os processos operacionais. Em dois meses após o início do projeto, a empresa já começou a ver o objetivo mais próximo. Enquanto na arquitetura anterior era preciso que quatro equipes (redes, armazenamento, virtualização e operações de servidor) gerenciassem o ambiente, agora apenas a equipe de virtualização faz o processo, segundo Marcus Magalhães, gerente executivo de Suporte Técnico do Banco Votorantim.

Fonte: Ip News

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top