nota8

Aconteceu na semana

Estrangeiro já tirou R$ 10,6 bi da bolsa, pior saldo desde crise de 2008
28 de junho

O primeiro semestre de 2018 se aproxima de seu fim com os investidores estrangeiros retirando mais de R$ 10 bilhões da bolsa de valores brasileira. Os ingressos recordes de recursos registrados no começo do ano agora se converteram na maior retirada líquida em um primeiro semestre na história da bolsa. A última vez que uma fuga dessa magnitude aconteceu foi na crise financeira de 2008, quando o saldo negativo anual foi de R$ 24,6 bilhões. No primeiro semestre daquele ano, a retirada foi de R$ 6,66 bilhões. O expressivo número negativo reflete o atual momento dos mercados globais, menos interessados em tomar risco e apostar em emergentes, mas também a dinâmica própria do Brasil. Por aqui, além da trajetória dos indicadores apontar um crescimento mais fraco em 2018, aquém do que era esperado, as eleições em outubro representam um elemento extra de risco. Se a tendência de retirada dos estrangeiros vai continuar é muito difícil dizer, num momento tomado por incertezas, mas o fluxo diminuiu muito, não estamos mais no contexto de antes, afirma César Mikail, responsável pela área de trading equities da Western Asset. Em um ambiente de excesso de liquidez [no mundo], o investidor não ligaria para isso, mas não é mais o caso.

Fonte: Valor on-line

Regulador britânico diz a bancos e seguradoras para terem cuidado com criptoativos
28 de junho

Bancos e seguradoras devem ter cuidado com criptoativos, já que podem ser altamente voláteis e vulneráveis a fraudes, disse o Banco da Inglaterra (BoE) nesta quinta-feira (28). O vice-governador do BoE responsável por supervisão financeira, Sam Woods, avalia que a gama de produtos e participantes do mercado ligados a criptoativos cresceu rapidamente. Em sua curta história, os ativos de criptoativos exibiram alta volatilidade de preços e relativa falta de liquidez, comenta Woods em carta aos executivos de bancos e seguradoras. E acrescenta: “Os criptoativos também levantam preocupações relacionadas à má conduta e à integridade do mercado – muitos parecem vulneráveis à fraude e manipulação, bem como aos riscos de lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.”

Fonte: Terra

Juros do cheque especial e do cartão de crédito caem em maio
27 de junho

A taxa de juros do cheque especial caiu em maio, de acordo com dados do Banco Central (BC) divulgados na quarta-feira (27). A taxa chegou a 311,9% ao ano, com redução de 9,1 pontos percentuais em relação a abril. A taxa do rotativo do cartão de crédito também caiu, ao chegar a 243% ao ano em maio, com recuo de 5,1 pontos percentuais em relação a abril. Essa é a taxa para quem paga pelo menos o valor mínimo da fatura do cartão em dia. No caso do cartão, a taxa cobrada dos consumidores que não pagaram ou atrasaram o pagamento mínimo da fatura (rotativo não regular) caiu 39,1 pontos percentuais, chegando a 346,1% ao ano. Com isso, a taxa média da modalidade de crédito ficou em 303,6% ao ano, com redução de 25 pontos percentuais em relação a abril.

Fonte: Agência Brasil

Québec faz recrutamento online
26 de junho

A Québec International, agência de desenvolvimento econômico da cidade de Québec, no Canadá, está promovendo uma ação de recrutamento virtual para interessados em vagas de TI na província canadense. As competências mais procuradas em TI são: Java, C#, C++, .Net, BI, Oracle, SAP, Microsoft SharePoint, Cobol, visual studio, entre outras. Já a área de jogos virtuais busca, especialmente, desenvolvedores e programadores de games e artistas gráficos. As inscrições podem ser feitas até 5 de agosto. O currículo deve ser enviado em francês, idioma no qual também acontecerão as entrevistas por meio de videoconferência no Skype entre os dias 10 e 21 de setembro.

Fonte: Baguete

Segundo Ibevar, taxa de inadimplência segue em queda no mês de junho
26 de junho

Até o fim de junho, a taxa média de inadimplência de pessoas físicas deverá ficar em 4,99%, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR). O índice é 0,89 pontos menor se comparado ao mesmo período do ano passado. A queda pode ser atribuída à inflação baixa e à melhora da atividade econômica.

Com informações da assessoria de imprensa

Recuperação de crédito cresceu 9,99% em maio, em BH
26 de junho

Os consumidores da capital mineira estão voltando a recuperar o crédito. O Indicador de Recuperação de Crédito do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) registrou, em maio, na comparação com o mesmo mês do ano anterior (mai.18/mai.17) uma variação positiva de 9,99% no número de cancelamento de registros. Na comparação mensal (mai.18/abr.18), o volume de pessoas que recuperaram o crédito caiu 1,85%. Segundo a economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos, o aumento no número de consumidores recuperando o crédito é justificado pela melhora de alguns indicadores macroeconômicos, como a desaceleração da taxa de desemprego, da taxa de juros e da inflação

Ainda segundo o indicador, a recuperação de crédito é maior entre as mulheres de BH do que entre os homens. Em maio, elas foram responsáveis pela maioria (55,71%) dos cancelamentos de registros junto ao SPC da CDL/BH. Entre o sexo masculino, o percentual ficou em 44,29%.

Fonte: CDL – BH

ProUni: Inscrições começam nesta terça para mais de 174 mil bolsas
26 de junho

Estudantes interessados em participar do segundo processo seletivo de 2018 do Programa Universidade para Todos (ProUni) já podem fazer a sua inscrição. São ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições de ensino superior. As inscrições devem ser realizadas apenas pela página do ProUni na internet, até as 23 horas e 59 minutos do dia 29. Para se candidatar, é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos de média e ter tido nota superior a zero na redação. Importante lembrar que as notas de outras edições do Enem não valem para pleitear uma bolsa.

Fonte: assessoria do Ministério da Educação

Maria Oldham assume a liderança da iZettle no Brasil
25 de junho

A fintech sueca iZettle anuncia a executiva Maria Santos Oldham como a nova CEO para o Brasil. Com graduação em administração de empresas na FGV, MBA na London Business School e um período de estudos na Universidade de Mannheim, na Alemanha, Maria tem mais de 10 anos de experiência profissional no mercado financeiro, no Brasil e no Reino Unido, em bancos de investimentos como o Goldman Sachs, a Rio Bravo e a Fator.

Com informações da assessoria de imprensa

Portabilidade de crédito quase dobra em 2017
25 de junho

A transferência de um empréstimo de um banco para outro, chamada de portabilidade, cresceu quase dobrou em 2017 comparado ao ano anterior. Segundo dados do Banco Central (BC), foram feitas 2,1 milhões de portabilidade no ano passado, alta de 93,7% em relação a 2016. O valor movimentado chegou a R$ 16,9 bilhões, um aumento de 122,2%. Neste ano, até maio, a portabilidade segue em expansão. No total, já foram realizadas 1,3 milhão de transferências, com crescimento de 59,5% em relação ao mesmo período de 2017. O volume chegou a R$ 990,5 milhões, alta de 71% em relação ao período de janeiro a maio do ano passado.

Fonte: Agência Brasil / Revista Amanhã

Deloitte abre inscrições para empresas participarem da pesquisa As PMEs que Mais Crescem no Brasil
25 de junho

Estão abertas as inscrições para a 13ª edição do levantamento As PMEs que Mais Crescem no Brasil, realizada pela consultoria Deloitte para divulgação na revista Exame. A pesquisa deste ano apontará as organizações que mais expandiram seus negócios ao longo dos últimos três anos completos (2015, 2016 e 2017). Para participar, as empresas que faturaram entre R$ 5 milhões e R$ 500 milhões em 2017 podem acessar o questionário pela página oficial (onde consta o regulamento do estudo), cadastrar seus dados e responder às perguntas até 6 de julho de 2018. Inscrições: www.deloitte.com/PMEs

Com informações assessoria de imprensa

Finep lança programa para Internet das Coisas
21 de junho

A Finep vai oferecer melhores condições de financiamento a empresas brasileiras que apresentarem projetos de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês – Internet of Things). Será disponibilizado R$ 1,5 bilhão para apoiar iniciativas ligadas ao tema até o fim de 2018. O lançamento da ação, batizada de Finep IoT, aconteceu na terça-feira, (19/6), na sede da financiadora, no Rio de Janeiro.
  
Para se enquadrarem no programa, os projetos precisam ter como referência o conceito de Internet das Coisas e demais tecnologias habilitadoras da Manufatura Avançada, com aplicações na saúde, indústria, no agronegócio (ambiente rural) e no desenvolvimento urbano (cidades). Estão aptas a participar empresas com receita operacional bruta a partir de R$ 16 milhões. O valor mínimo das operações é de R$ 5 milhões. A maior parte dos recursos (R$ 1,1 bilhão) vem da própria Finep. O restante (R$ 400 milhões) é proveniente do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel). É a primeira vez que a Finep lança um programa de fomento para incentivar o setor no País.

Fonte: Abes

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top