nota2

A inteligência artificial e os bancos

Em artigo publicado pela revista Forbes, nos EUA, o colunista Amit Chowdhry, escreveu sobre as avaliações do Dr. Jason Mars, professor de informática da Universidade de Michigan e CEO da Clinc, empresa que usou redes neurais para desenvolver uma plataforma de conversação AI para instituições financeiras, sobre o futuro da inteligência artificial a ser usada pelos bancos em âmbito global.

Mars afirma que existem dois tipos de bancos fora dos EUA: bancos que já começaram projetos com inteligência artificial e bancos que só agora estão tentando descobrir o que a inteligência artificial pode fazer. Os bancos que tentaram tiveram problemas relacionados a ferramentas que não estão disponíveis e são apenas um conceito. E as instituições financeiras que estão fazendo bem inteligência artificial estão focadas na experiência do cliente e não em linhas de código. Elas estão trabalhando para criar o tipo de inteligência artificial exigida por seus clientes.

Então, o que está atrasando o futuro da inteligência artificial?

É o fato de que há poucas empresas que estão fazendo inteligência artificial real. Muitas companhias estão usando a bandeira da inteligência artificial para vender bate-papo e produtos que parecem úteis, mas há muita coisa excessiva e muito vaporware”.

Na avaliação de Mars, as instituições financeiras que querem ter sucesso com AI devem testar repetidamente plataformas de inteligência artificial em vez de simplesmente olhar para slides ou campos de vendas. Elas precisam criar experiências que realmente ofereçam uma promessa. Os bancos precisam entender que agora a competição é com o melhor que o Google e a Amazon têm para oferecer. O que, por sinal, não é o que eles estão lhe dando para construir suas próprias habilidades, observa.

Mars observa que a tecnologia que o Google usa para construir suas habilidades é muito superior. Eles dão aos desenvolvedores uma ferramenta inferior em comparação com o que estão usando internamente.  “Para criar uma ótima experiência no Alexa ou no Google Home, você não pode depender das plataformas que são oferecidas como APIs. Esse é um enorme equívoco.

Para o CEO, a capacidade de inteligência artificial para lidar com voz é a mais importante e deve ser o primeiro investimento, pois é assim que os humanos interagem uns com os outros. “Os seres humanos evoluíram para interagir com tudo o que é considerado inteligente usando a voz. Para aprender algo de um especialista, a melhor coisa a fazer é falar com esse especialista. E os seres humanos são antropologicamente projetados para interagir através de voz e por meio de pistas de linguagem”.

Como AI vai transformar o mercado financeiro?

Vamos continuar a ver mais especialistas em tecnologia inovando no espaço bancário. Está ficando claro que as fintechs vão se tornar empresas do mesmo tipo dessas que criam os Googles e os Facebooks do mundo. Essas mentes brilhantes da ciência da computação vão aplicar seu talento na indústria financeira. Vamos ver muitas inovações e avanços, avisa.

No que diz respeito ao futuro do seu próprio produto, Mars afirma Nós vamos ser capazes de interagir com nossas finanças pessoais fazendo perguntas do tipo: como e quanto estou gastando na Amazon? O que devo fazer no próximo mês?”.

Poderemos perguntar essas questões de alto nível e obter as respostas usando AI aplicada aos dados. “Estou entusiasmado. Isso é o que vai acontecer nos próximos cinco anos, concluiu Mars.

*Com informações da Forbes USA

Compartilhe

Notícias relacionadas

Blog
Mudança na natureza jurídica da ANPD fortalece aplicação da LGPD
Por Edilma Rodrigues A Medida Provisória (MPV) nº 1.124, de 13 de junho de 2022 assinada pelo...
Blog
Mercado Pago usa tecnologia de segurança da Mastercard para criptos
A carteira digital do Mercado Livre, o Mercado Pago, vai usar
Blog
Ant Group lança banco digital para micro, pequenas e médias empresas em Singapura
O ANEXT Bank, banco digital de atacado de Singapura e parte do Ant Group, anunciou...
Blog
Cetelem vai reduzir 6 mil toneladas de CO² com emissão de cartões reciclados
O Banco Cetelem Brasil emitiu cerca de 370 mil cartões de plástico reciclado, desde o...

Assine o CANTAnews

Não perca a oportunidade de saber todas as atualizações do mercado, diretamente no seu e-mail

plugins premium WordPress
Scroll to Top