Sistemas eletrônicos de pagamentos em pedágios devem movimentar US$ 9,1 bi em 2027


Um estudo realizado pela empresa de pesquisas ResearchAndMarkets.com aponta que o mercado global de sistemas eletrônicos de cobrança de pedágio deverá chegar a US $ 9,1 bilhões em 2027. Uma década antes desta previsão, em 2017, o setor havia registrado US $ 5,2 bilhões.

Para efeito de critério, o segmento é definido como a atividade de captura de taxas cobradas pelos vários estados ou pelo governo central em várias infraestruturas de transporte, como pontes, túneis, rodovias e vias expressas, entre outras.

A cobrança de pedágio eletrônico constitui a identificação automática do veículo (AVI), a classificação do veículo (AVC) e a coleta de transações de trânsito conforme as diretrizes do governo, sem supervisão manual. Os autores do trabalho esperam que essa atividade tenha uma taxa de crescimento anual composta de 6,5%.

Em nota à imprensa publicada no portal Businesswire, a empresa explica que o sistema ETC oferece benefícios versáteis, como a minimização do tráfego nas praças de pedágio, a redução do tráfego de veículos nas rodovias e o fornecimento de informações acionáveis ​​sobre os padrões de tráfego. Além disso, os benefícios econômicos e de segurança de longo prazo também deverão impulsionar o crescimento do mercado.

Atualmente, as empresas que operam no mercado de sistemas eletrônicos de cobrança de pedágio oferecem um mix de equipamentos e serviços de hardware para seus clientes, como transponders de sinal, dispositivo de veículo a bordo, câmeras e serviços de suporte. Além disso, as empresas também oferecem insights e relatórios a agências relacionadas para tomar decisões assertivas e estruturar políticas para o desenvolvimento de infraestrutura.

O estado da infraestrutura rodoviária desempenha um papel crucial no crescimento da economia, uma vez que conecta as cidades importantes, aos municípios menores e às regiões metropolitanas para o transporte rodoviário de mercadorias. Além disso, a manutenção contínua, a expansão e a melhoria nas vias expressas, rodovias, pontes e túneis garantem o movimento contínuo e ininterrupto de mercadorias que contribuem para o seu valor agregado ao PIB de um país.

Fonte: Portal Businesswire


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).